Browsing Tag

erros e acertos

arrependimento da festa de casamento noiva descansando
Erros e lições, Ser esposa

10 coisas que recém-casadas fariam diferente na festa

Tem gente que não mudaria nada do que fez. Algumas mexeriam uma coisinha ali e outra acolá na festa. Ainda tem aquelas que tomariam decisões totalmente diferentes. Assim, resolvi reunir aqui algumas coisitas que já ouvi de recém-casadas e que podem ajudar bastante as noivas, cheias de dúvidas. A meta é não ter qualquer arrependimento da festa de casamento. 

arrependimento da festa de casamento

  1. Faça aquilo que você gosta, não o que os outros querem

O casamento é seu. Claro, escute os conselhos de quem te ama verdadeiramente, mas não abra mão do seu estilo, da sua personalidade para agradar os outros.

  1.   Simplifique. Obrigatório mesmo é o amor!

É preciso ter bem-casados? Precisa ter várias crianças como pajem e daminha? Kit disso e daquilo? Forminhas requintadas de docinhos? Carro da noiva? Placa de carro, taças, guardanapos personalizados? Meninas, nenhum detalhe é obrigatório ou “tem que ter”! Se você tem um determinado orçamento, coloque os pés no chão e faça uma festa de acordo com aquilo que você pode arcar. Você irá se arrepender se ficar com dívidas depois de casada.

casamento ao ar livre

  1. Não economize cortando assessoria

É muito difícil você conseguir organizar tudo sozinha. Não digo impossível, mas muito difícil! (Olha essas experiências!)

“Ah, mas a assessoria ou cerimonial só organiza fila”.

Negativo, mil vezes. Ela será seu braço direito durante toda organização do casamento e no dia estará atenta a todos os detalhes, resolvendo todo e qualquer pepino. Se você quer curtir sua festa, não pense em cortar assessoria. Imagine uma situação dessas aqui sem esses anjos da guarda!

  1. Tenha um tempo a sós no dia do casamento

noiva andando sozinha na praia arrependimento da festa de casamento

É muito legal estar com as amigas, a mãe, irmãs, primas, mas você precisa de um momento no dia só seu, sozinha, sem celular, computador, pra descansar a mente e acalmar o coração antes da celebração. Uma dica é ter esse tempo de solitude e colocar no papel os sentimentos daquele instante. É bacana ler o que escreveu depois e recordar toda a expectativa.

  1. Não escolha o vestido de noiva logo que noivar

Muitas noivas disseram que a primeira coisa que fizeram foi escolher o vestido. Provaram alguns poucos e já fecharam. Resultado: puro arrependimento. Durante o processo de organização de casamento, você irá se deparar com dezenas de modelos de vestidos e muitos vão chamar sua atenção. Experimente todos com calma e veja as possibilidades. Às vezes, aquele modelo que você nunca quis pode ficar deslumbrante em você e te surpreender.  

vestido de noiva arrependimento da festa de casamento

  1. Filmagem é realmente necessário?

Quem fez filmagem diz: “nossa, que maravilha! Revivi a emoção do casamento ao ver as cenas”. Quem não contratou uma equipe de filmagem, obviamente, não vai ter essa sensação e nem vai sentir tanta falta, já que ela não provou dessa emoção trazida pelo vídeo do próprio casamento. Ou seja, quem fez faria de novo e quem não fez diz que não se arrepende de ter só foto. Isso vai depender de você e do seu bolso. Eu, pessoalmente, acho algo bem legal para se investir.

  1. Escolha poucos e bons padrinhos e madrinhas

O que mais eu ouço é: “estou tão arrependida de ter convidado fulano para ser madrinha/padrinho. Pode desconvidar?” Desconvidar não, né, gente. Só em casos extremos!

arrependimento da festa de casamento noiva e madrinhas

Padrinhos devem ser aqueles que você conhece messssmo. Aquele com quem você já brigou, sorriu, chorou, viajou…E não queira encher o altar de pessoas. Não banalize o status de padrinho, convidando Deus e o mundo. Está com uma baita dúvida se deveria convidar fulana para ser madrinha? Na dúvida, deixe-a como convidada apenas. Lembre-se que ser convidado a um casamento também é um privilégio.

  1. Não dê seu dinheiro todo de uma vez

Economizou, se planejou direitinho e tem como pagar tudo à vista? Atenção! Já escutei histórias de profissionais que sumiram depois de receber todo o dinheiro dos noivos. Por precaução, barganhe um bom preço com uma entrada à vista e deixe para pagar o restante quando receber o serviço ou produto.

  1. Não deixe o estresse acabar com a paz do relacionamento

participação do noivo com buquê

As brigas vão acontecer durante os preparativos. É normal! Na reta final pode ficar pior, mas tenha em mente, que, geralmente, os noivos não estão na mesma órbita que as noivas. Eles podem ser mais tranquilões, menos atentos, mais preocupados com a lua de mel do que com a festa, etc. Converse, pergunte o que ele gostaria de cuidar pessoalmente e deixe-o responsável, sem cobranças ou intromissões irritantes. Não desconte seu estresse em ninguém, muito menos no seu noivo. Extravase na academia, na pista de corrida, de dança, etc. 

  1. Se algo não der certo no dia, esqueça!

* Docinhos não estão posicionados certos *

* Lacinhos do guardanapo são de outra cor *

* O fulano faltou *

* A sogra surtou *

Esqueça. Não há nada mais que você possa fazer. Aquele é o momento e você precisa vivê-lo intensamente sem se importar com detalhes que muitas vezes ninguém percebe, só você. Coloque na mente o amor que você sente pelo seu noivo e ele por você e siga em frente, celebrando, festejando, comendo e bebendo como se não houvesse amanhã. Afinal, novamente, o casamento é seu!   😉 

arrependimento da festa de casamento plaquinha

O que mais você acrescentaria nessa lista para evitar arrependimento da festa de casamento?

 

casamento à luz de velas
Erros e lições, Originalidade

Um apagão e o casamento à luz de velas

“Um casamento daqueles de revista”

A Caroline Rufini, nossa noiva de hoje, sonhava com isso e ralou muito, durante meses, pra que tudo, simplesmente TU-DO, fosse realizado como ela sempre quis. Era aquele tipo de noiva perfeccionista e detalhista, sabe? 

casamento à luz de velas

Tinha tudo muito bem organizado: várias pastinhas no computador, muitas ideias de blogs e os melhores profissionais que eu podia pagar. Fazia questão de acompanhar cada coisinha de perto. Um ano antes do casamento, eu já estava com todos os fornecedores fechados.

Era só esperar a data marcada e ó, arrasar!

No dia do casamento, lá estava ela, contente da vida, com suas madrinhas em um quarto de hotel em Curitiba, praticamente blindada do mundo exterior. Nem percebeu que uma chuva torrencial estava caindo na cidade naquele momento. E advinha qual foi um dos bairros mais castigados? O bairro do Cabral, endereço da igreja onde a Carol iria se casar naquela noite.

Resultado: Um apagão geral. Zero energia elétrica para mais 40 mil moradores de Curitiba e região. As manchetes dos jornais estavam assim:

manchete jornal tempestade curitiba casamento à luz de velas

Depois, meu então noivo, o João, me contou sobre a apreensão dele naquele momento. Ele disse pra cerimonialista: “Nossa a Carol vai surtar ao perceber que está faltando luz, depois de tanto trabalho e tanta dedicação pra organizar esse casamento!”

O que você, como noiva, faria nesse momento?

Na verdade, no seu grande dia você nem consegue fazer muita coisa além de se preocupar com você mesma, seu vestido, sua maquiagem, seu penteado. Não dá pra sair correndo atrás disso e daquilo. Não dá pra ficar fazendo ligações, resolvendo problemas e acompanhando o andamento dos preparativos. Não dá, gente!

Por isso, enfatizo: pra mim, é importantíssimo ter um cerimonialista ou assessor. Algumas noivas até conseguem tocar o barco sozinhas, claro, mas acho arriscadíssimo e bem complicado. (Olha nosso outro post sobre Ter ou Não ter Cerimonialista).

Com essa minha personalidade alvoroçada e agitada e ansiosa e desnorteada e maluca e que fica pingando suor ao levantar uma colher (Meu casamento real: pingando de suor), jamais optaria por não ter esse serviço. Zulivre! 

Foi a assessora da Carol, Anna Brito (essa merece aplausos!) que contornou o imprevisto e transformou algo que poderia ser um desastre em um momento único e deslumbrante.

Olha só o que a Anna fez: foi ao mercado perto da igreja, comprou velas (ainda teve a delicadeza de escolher estilos diferentes para padrinhos e convidados) e distribuiu a todos os presentes da igreja. Detalhe: tudo do bolso dela. A noiva, até aí, não estava sabendo de nada.

casamento à luz de velas

 Eu estava tão anestesiada, em estado de choque com o casamento em si, que nem entendi de imediato o que estava acontecendo. Eu realmente assimilei a falta de luz quando a cerimonialista da igreja me disse, no instante da entrada, que não poderia colocar as fotos da minha mãe (já falecida) nos telões por conta da falta de energia. Essa era uma homenagem que iria fazer para senti-la mais pertinho de mim naquele momento tão especial. Na hora, falei: “isso é obra da minha mãe. Ela é muito tímida e não gosta de aparecer…”

casamento à luz de velas

A escuridão deu lugar a um cenário mágico. Pontos de luz iluminaram a entrada da noiva e toda a cerimônia. Um clima de puro romantismo em um sonho de casamento à luz de velas.

casamento à luz de velas

casamento à luz de velas

Na saída, os faróis da van, que o sogro da Carol contratou para levar alguns convidados, estava iluminando a entrada da igreja. Já o carro do irmão da noiva iluminou toda a lateral do local. Inclusive, a bateria do veículo arriou e foi preciso chamar o SOS pra que ele conseguisse chegar até o salão da recepção. Os irmãos sempre ali pro que der e vier, né?! 

casamento à luz de velas

Meu casamento foi maravilhoso, encantador, mágico. Depois soube que outras noivas queriam fazer um casamento à luz de velas, mas as igrejas não permitem, né?! Não teve um casamento semelhante ao meu, único e especial. E todos os convidados falam a mesma coisa. Quando lembro daquele dia sinto muita saudade.

casamento à luz de velas

Alguém ainda tem dúvidas de que esse foi um verdadeiro casamento de revista?

A repercussão foi enorme!

A noiva deixa aqui um último e sábio recadinho pra vocês.

Nada nessa vida é perfeito e o que é perfeito pra mim, pode não ser perfeito pro outro. Se houver algumas falhas, não dê bola. Lembre-se que ninguém sabe o que foi escolhido por você. Se a cor da fita foi o vermelho sangue ou vermelho bordô. Isso não faz a menor diferença pra ninguém. Nada acontece por acaso. Deus sabe o que faz. Apenas curta o momento porque ele passa rápido!

casamento à luz de velas

Anotaram?  😉 

*Fotos: Igor Kosiski 
fotógrafo casamento
Erros e lições

O que fazer quando o fotógrafo frustra seu sonho?

De cara, ninguém entendeu bem quando a Gisele Manjurma e o Geison Schmidt entregaram o convite de uma segunda celebração de casamento, apenas 10 meses depois da super festa em comemoração a união do casal.

Tivemos que ouvir coisas como “Ué, vão casar de novo?”, “Tá sobrando dinheiro?”, “Vão dar festa pros outros, é?”, “Vão vestir de noivos todo ano agora, é?”, “Vixi, isso é que é gostar de casar”… e por aí vai. 

Mas, na verdade, a realização de uma segunda festa, depois de tão pouco tempo da primeira, não nasceu lindamente do sonho super romântico de uma noiva. Digamos que a motivação maior envolveu um verdadeiro pesadelo.

Na primeira celebração, em setembro de 2014, a chuva não deu trégua durante a maior parte do dia e a noiva se via afogada em desespero, já que a cerimônia iria ser ao ar livre. Gisele mal aproveitou o dia da noiva, feito juntamente com o noivo. Apenas minutos antes do casamento, o sol deu o ar da graça. (Leia também nosso post emocionante sobre chuva e fé. Aqui!)

Tudo certo, então? Infelizmente a tensão continuou durante a festa. Antes fosse só em relação à chuva. O pânico agora veio por conta da equipe de fotografia e filmagem.

fotografo casamento

Notamos que havia menos fotógrafos do que ficou acertado com a empresa de imagens e que os cinegrafistas pareciam desaparecer em vários momentos da festa. Meu marido e eu ficávamos desesperados atrás da fotógrafa e dos cinegrafistas para conseguirmos registros dos nossos convidados que já estavam indo embora. Mas enquanto a sua festa de casamento está acontecendo, você acredita que no final da noite vai dar tudo certo e que nada será perdido.

Para tristeza da Gisele e do Geison, as coisas não terminaram bem. Depois do casamento, os prazos para a entrega das fotos foram se esgotando e o casal foi informado (nunca oficialmente) que a empresa de fotografia tinha PERDIDO o material da celebração.  😯 

Você leu direito. É “perdido” mesmo! Pouquíssimas fotos foram salvas. Agora me expliquem como uma equipe de profissionais faz isso com o momento mais mágico de um casal? Fiquei indignada ó.  😡 

Além disso, a filmagem também deixou a desejar. Ou seja, os registros do casamento praticamente não existiram. Eu tenho vontade de chorar só ao escrever isso. Nem sei bem o que faria.

A Gisele, por sua vez, não se rendeu à frustração eterna.

fotografo casamento

Em junho de 2015, resolvemos que era hora de parar de chorar pelo que havia sido perdido, afinal, estávamos vivos, juntos e batalhando. E resolvemos renovar os nossos votos em uma cerimônia de Bodas de Papel para tentarmos produzir novas lembranças. Contratamos fotografia, filmagem, decoração, bufffet, mesa de doces, bolo, alugamos um espaço legal com piscina, minha prima fez o vestido, meu primo tocou, minha sobrinha cantou…enfim: fizemos uma nova festa, com uma nova proposta e com bem menos convidados. Digamos que a festa foi para um quarto dos convidados que estiveram presente no casamento. O orçamento estava mais curto e queríamos algo mais simples e íntimo.

fotografo casamento

Acredita que a danada da chuva apareceu de novo?! Mas a cerimônia foi transferida pra dentro da igreja e não faltaram registros desse dia especial.

Muita gente se emocionou e não economizou os clicks com os celulares e câmeras de bolso. Minutos depois já estavam nos enviando… Ninguém quis correr o risco de nos deixar sem registros de novo. E apesar do mau tempo, foi um dia incrível. Minhas três melhores amigas foram minhas damas de honra, uma delas estava em Paris na época do casamento e pode estar presente nas Bodas de Papel.

fotofrafo casamento

Não é preciso dizer a quem vai casar que o fotógrafo é um dos fornecedores principais e deve-se contratá-lo depois de pesquisar MUITO. Se com todo cuidado do mundo, você ainda pode se frustrar –  como aconteceu com a Gisele – imagine se fechar com o primeiro fotógrafo de casamento legalzinho que aparecer. Não queira o baratinho, o amiguinho, o priminho…É a eternização do seu dia que está em jogo! Leia todo o contrato e modifique-o se necessário.

Update 26/12:  O vídeo do casal, das Bodas de Papel, ficou pronto e uma delícia de se ver.

*Fotos do segundo casamento: Encantare PhotoWedding
*Gisele está processando a primeira empresa de fotografia e por isso preferimos não citá-la aqui.

Tem histórias de casamento interessantes, erros e lições em relação à festa, situações emocionantes, hilárias? Escreve pra mim!  😉

vestido de noiva da China
Economia, Erros e lições

Vestido de noiva da China? Calma!

‘Sério mesmo que você comprou seu vestido de noiva da China?’

Essa é uma das perguntas que mais ouço quando estou em um roda que esbanja estrogênio. Os homens, principalmente os que estão se preparando pra casar, também espicham as orelhas pra escutar a conversa do vestido chinês. Afinal, eles gostam de economizar na festa, né?!  O Meu casamento da China é um dos posts mais comentados e acessados do blog. Quem não leu, dá uma conferida aqui.

Muitas noivas quando descobrem os sites chineses (e as pechinchas) ficam deslumbradas: “Me segura que vou comprar tudo! Um vestido pro civil, outro pro pré-wedding, mais um pra cerimônia, outro pra recepção e um curtinho pra me acabar na pista de dança.”  Calma, muita calma nessa hora, meninas!

recep (180)_tratada

No meu caso deu tudo super certo, mas vamos ver um outro lado da história.

Assim que contei minha experiência aos quatro cantos do mundo, uma colega, que já casou, revelou:

Nossa, eu também comprei um vestido de noiva na China, mas não tive tanta sorte. O vestido era tão feio que não dava pra fazer pano de chão. Nem tirei fotos dele antes de jogar fora.

Fiquei passada  😯

A Débora Pacheco, que vai casar esse ano, também decidiu investir em peça comprada pela internet. Como todas nós, pobres mortais, ela acha um absurdo o aluguel dos vestidos de noiva aqui no Brasil. Mas depois de dois meses de pesquisa e da compra realizada no AliExpress, a decepção:

Assim que a encomenda chegou fui correndo pra casa pra provar. Provei e no corpo ficou bom, porém não gostei da qualidade. A partir daí fiquei em dúvida se pagava para arrumar ou se alugava outro. No dia seguinte vesti o manequim da minha loja com ele e foi aí que percebi vários defeitos: renda toda com furos, tule duplo mal costurado, uma manga maior que outra. Pensei: vou ter que desembolsar de qualquer jeito os 5 mil reais de um aluguel.

11351360_1638345303051336_8968236913278667075_n vestido de noiva da china

A qualidade das roupas da China, obviamente, não é aquela das passarelas francesas. Mas espera-se algo, no mínimo, razoável e sem defeitos, certo? Já vi uma noiva dizendo que o vestido ficou horrível depois que foi lavado pela primeira vez para ser usado no grande dia. Aí não dá, né?!

A Débora entrou em contato com vendedor, reclamou, reclamou, abriu disputa e depois de uma baita dor de cabeça, conseguiu um reembolso de parte do dinheiro. Apenas parte.

11295813_1638345233051343_7107674127920439893_n

Reclamação da Débora ao vendedor do AliExpress.

Com a Manu Porto, o problema aconteceu com os envelopes dos convites de casamento dela, que irá acontecer em setembro. Ela convenceu o próprio noivo a encabeçar toda a transação online no Ali:

Verificamos as qualificações do vendedor e estava tudo ok! Realizamos a compra e, já com o código de rastreio na mão, adicionei em um aplicativo ‘para acompanhar a minha encomenda. Passados uns 60 dias, estou tranquila em casa, quando “pula” uma notificação na tela do celular me avisando para entrar em contato com os Correios. Como já estava acostumada com as compras, pensei: ui, fui taxada de novo! Ligo nos Correios, ninguém sabia me informar de nada…Aguardo mais uns dias e outra notificação avisando que o carro havia tombado e nesse acidente meus convites teriam sido roubados! Angústia total! Ligo pra eles de novo, aí o atendente tenta me acalmar dizendo que as vezes nem todos os pacotes são roubados e me pede pra aguardar mais uns dias…Aguardei e enfim chegou uma carta impressa dos correios na casa do meu noivo informando que realmente tinham sido roubados! Fiquei arrasada! Triste! Estou desde março tentado receber meu $$ de volta e nada! O vendedor sumiu! Não responde mais a nenhuma mensagem nossa.

convite de casamento da China

convite de casamento da China

No topo, avaliação que o noivo da Manu fez ao vendedor do AliExpress.

😥 😥 😥

Certeza que histórias ruins não faltam, mas, na minha humilde percepção, as histórias boas são maioria. Inclusive, a Débora e a Manu foram categóricas em dizer que recomendam as compras na China. Já compraram e receberam várias outras coisas. É preciso, apenas, cuidado.

E mais uma vez repito: se o vestido é sua prioridade, esqueça a China!

Pra quem continua a fim de entrar nessa jornada maluca, deixo algumas dicas. Beijos e força na peruca! :*

Infografico_causos_1

Obs: Links dos vendedores que deram dor de cabeça às noivas. Passem longe deles, ok?

Vestido da Débora

Envelopes rendados da Manu 

 

noiva em saia justa
Economia, Erros e lições

Lista de convidados: a saia justíssima!

A cena é real. É uma confraternização entre amigos. Estamos todos à mesa em um restaurante. O cochicho começa. Uma espécie de contrabando também. Não que o produto seja proibido, mas ele só é permitido a certas pessoas. Àquelas que sobreviveram a todos os doloridos cortes da sofrível lista de casamento.

Um convite chega à minha mão por “debaixo dos panos”. Sou orientada a guardá-lo rapidamente e assim faço meio estabanada, como boa canhota que sou. Na hora de ir embora, a noiva desabafa enquanto me abraça: “Ai amiga, fazer lista de convidados é a pior parte de casar. Te prepara!”.

save the date

Depois de alguns meses, compreendi profundamente a angústia da minha amiga e sua tensão em entregar os convites. E claro: eu não estava preparada pra todo esse drama. Acho que nenhuma noiva está. Quero dizer, tenho certeza! Aqui, acolá pipocam na minha timeline alguns posts de mulheres desesperadas em relação a essa situação crítica.

Durante meus preparativos, todos os dias, uma nova página do meu bloquinho ganhava mais alguns nomes de amigos e parentes. Pessoas queridas, talvez não muito chegadas, mas nem por isso menos amadas. Sabia que teria de parar de escrever um dia para então editá-la, mas adiava esse momento, vivendo uma eterna ilusão do mundo dos convites infinitos.

bloquinho de notas para lista de casamento

Esse é meu bloquinho que escrevi (ou melhor, rabisquei) minha lista de convidados infinita. Ele tá guardadinho aqui.

Coitado do meu então noivo. Fiz tanto terrorismo, que ele elaborou uma lista de convidados tão “chochinha”. Não era nem metade da minha.
Já meu pai queria compensar essa diferença.

Por ele, o convite se estenderia até pro pessoal do bar lá da frente de casa. Senhores gente boa, pra cima, felizes e contentes (além de bons de copo!). Nada contra convidá-los para um dia de tertúlia no apartamento da praia. Mas pro meu casamento, não!

Minha festa era pra 150 pessoas. Em determinado momento, não teve jeito. Comecei a passar a tesoura. Mas só a tesoura não deu conta. Precisei passar o facão mesmo. Eliminei, com dó e piedade, pessoas que realmente queria por perto no meu grande dia. Infelizmente as circunstâncias ($$$) ditavam esse ato “brutal”, que destoa um pouco dos contos de fadas de casamento que estamos acostumadas a ouvir. É dramático mesmo, minha gente!

convite para lista de convidados de casamento estilo infográfico

Esse foi meu convite, em forma de infográfico, feito pelo meu grande amigo talentoso Alpoim 😉

Agora lembrei de uma estória verídica que minha amiga, casada há um tempo, protagonizou. Ela tinha sobrevivido ilesa a todos os cortes da lista de casamento da colega de trabalho, provavelmente por conta da convivência diária na empresa. Mas as duas não eram tão próximas assim. O que minha amiga fez? Pasmem: devolveu, no mesmo instante do recebimento, o convite de casamento da menina e justificou: “minha flor, esse é o meu presente de casamento pra você. Não precisa me convidar só porque trabalhamos juntas”. A noivinha aceitou feliz da vida! Tudo na paz e na camaradagem. É muita evolução, não é?

Meu marido brincava dizendo iria começar a desfazer umas amizades pra diminuir a bendita lista. Eu também não queria mais conhecer pessoas novas, ir pra eventos sociais (leia-se chás de panela e seus derivados) e interagir em grupos do WhatsApp e do Facebook. Claro, sempre tinha alguém nesses conglomerados pra fazer a fatídica pergunta: “quem aí vai pro casamento da Kamilla?”. Entendo que todo mundo tem que organizar as caronas, esquematizar as trocas de vestidos e empréstimo de sapatos, mas povo, entendam, é uma saia justíssima para a noiva que não pode convidar todos da roda.

convite de casamento para lista de convidados

A minha lista nunca foi fechada porque acabei me perdendo nas contas (não é à toa que sou jornalista).

Seja o que Deus quiser!

A festa aconteceu, algumas pessoas a mais, mas já era de se esperar. Aí fica a dica para as noivas: feche o pacote e se o número acertado for ultrapassado, você paga o excedente depois. Não compre mais senhas antes do evento, na agonia de achar que vai gente demais, porque se não aparecer todo mundo, o dinheiro não é devolvido. E ah, não se preocupe que o buffet sempre está preparado para um número maior de convidados.

casal de noivos se beija em casamento ao ar livre com lista de convidados restrita

Quando passa, ufa, acabou!

Engano seu, meu bem! Existe a volta dos que não foram convidados. E eles vão aparecer onde você está. Não se preocupe! Existem vários supermercados na cidade, mas o que você escolher, eles também escolherão. No salão de beleza, naquele horário que não tem ninguém, só você, alguns aparecerão. No farol de trânsito, o motorista do carro ao lado, adivinhe, será um deles.

Sumir, evaporar ou sei lá, ter um relógio de morfar dos Power Rangers seria uma boa nessas horas, né?! Mas quero lhes dizer, com toda sinceridade, que o melhor mesmo é guardar o constrangimento no bolso e puxar um bom papo com os que não foram. Muitas vezes, e não raras, a vergonha, culpa ou mal estar é a gente que cria sozinha, na nossa cabecinha pequena. O outro indivíduo geralmente está gastando energia com preocupações reais e torce pela nossa felicidade independentemente de festa de casamento. Foi demais perceber isso!

Claro, alguns poucos não voltam. Por enquanto, acho melhor deixá-los ir mesmo. Se forem solteiros e casarem um dia, quem sabe, compreenderão que amizade pode sim, (e deveria) sobreviver a um não-convite de casamento.

No próximo post…

Sabe quando o imprevisto é tão surreal que a única coisa a fazer é confiar em Deus? Na quinta-feira que vem, vamos contar a história de um casal que sonhou e planejou uma cerimônia linda num jardim super romântico. O problema é que no dia tão sonhado, a cidade amanheceu debaixo d’água. Como esse causo acabou? Volta aqui no blog pra conferir!!!

Noivos no altar
Erros e lições

O teto da igreja caiu e eu casei!

A primeira vez que escutei a história da Michelle, tive literalmente que procurar uma cadeira pra sentar. Estava voltando do trabalho, parei num fast-food, pedi aquele combo gigante com milk-shake e batata frita e, literalmente, sentei pra escutar um dos causos mais inacreditáveis e que ia deixar a maioria de nós arrancando os cabelos. Viram aí o tamanho do drama, né? :mrgreen:  Quanto mais ouvia, mais pensava: “gente, não pode”, “é pegadinha”, “cadê a câmera, menino?”. Hahaha. O fato é que parte do teto da igreja em que a Michelle e o Fábio iriam casar DESABOU no dia do casamento! Mas, antes de chegar lá… Volta a fita pro comecinho.

Noivos se beijando

O Fábio e a Michelle oficializaram o noivado em 6 dezembro de 2012, com as bênçãos do pai da noiva, como manda o figurino. Marcaram o casamento e começaram a planejar. Minha amiga, muito religiosa, procurou logo a igreja para acolher o enlace. A lista era grande e ela só encontrou o lugar dos sonhos depois de vinte e uma tentativas. A Igreja São João Batista, no bairro São João do Tauape, em Fortaleza.

Post Instagram

Tudo foi muito bem organizado, nos míiiinimos detalhes. A expectativa e os preparativos duraram um ano, até chegar o grande dia.

Sou daquelas mulheres que bota a mão na massa por tudo! Então, em muitas coisas do casamento, eu não consegui delegar funções. Queria estar em todas as reuniões e conversar com cada profissional envolvido! E fiz tudo isso! Não me arrependo de nada, apesar da trabalheira que dá!

Na data mais esperada, 7 de dezembro de 2013, cedo da matina, a noiva só queria um descanso merecido com a mãe no salão de beleza (um momento mulherzinha cai bem depois de tanto trabalho, né, pessoal?). But… (Ih.. Lá vem…) Mal haviam chegado e a ela recebeu a ligação que mudou todo o rumo da história. Do outro lado da linha estava a “tia Lucitânia”, responsável por decorar a igreja. Tadinha, ainda tentou driblar a Michelle e tratar do problema com a mãe dela, mas minha amiga, esperta que é, logo sacou que tinha algo errado. O jeito era desembuchar!

“Tia Lucitânia: Michelle, eu não queria ter essa conversa com você…  Mas é que… O teto da igreja DESABOU!

 😯 …Noiva em choque…

Michelle: Ãh.. Mas.. Como.. Alguém se machucou?

É uma fofa, não é? Se preocupou logo com quem poderia estar lá. Awn..   :mrgreen:

Tia Lucitância: Não, aconteceu de madrugada. Disseram que o vento tava muito forte e toda a parte de gesso do teto caiu! Quando cheguei aqui, já tava tudo no chão.

Michelle: Ah, tia, que bom que ninguém se feriu. Não tem nada, o teto vai ficar feio, mas não vai atrapalhar em nada.

Tia Lucitância: Não… Você não tá entendendo, minha filha. O Corpo de Bombeiros interditou a igreja por risco de desabamento! Ninguém pode entrar!”

Gente, para tudo! Virou manchete!

matéria de jornal

Ai, meu coraçãozinho! O pai da noiva correu até a igreja pra checar a situação e deu logo o diagnóstico de que eles deveriam agradecer a Deus por não ter sido durante a cerimônia.

Quando ele falou isso, que poderia ter acontecido uma fatalidade, eu caí no choro. Eu chorava compulsivamente. Minha mãe saiu da sala de massagem, nessa hora, sem saber de nada: ‘ai minha filha, a massagem foi ótima’; quando ela me viu, tomou um susto! 😯 Aí eu contei que o teto tinha caído e ela quase desmaia.

O pânico chegou, mas vocês sabem que desespero de noiva não pode demorar. As soluções têm que ser quase automáticas! No cearensês, “precisa que ser vuado”! 😀 O que fazer? Não havia a menor possibilidade de adiar o casório. Boa parte  dos familiares do noivo viajou do Paraná até o Ceará pra participar do casamento. Por outro lado, a igreja católica não permite realizar a cerimônia fora do templo. E agora??? No ditado do matuto: a solução era falar com o dono dos bois! E assim, eles fizeram. O cerimonialista ligou, simplesmente, pro arcebispo de Fortaleza (tá, meu bem?), pra interceder pelo casal, mas como a ordem vem do vaticano, não teve jeito. O pedido foi negado.

O desespero começou a bater, porque tinha familiares meus de Recife, de São Paulo. O meu esposo, que é de Foz do Iguaçu, estava com a família em peso, mais de 30 pessoas. E eu pensei, eu tenho que casar hoje! Não é possível!

Pensa rápido! 🙄

Todos os amigos e familiares com um celular à mão passaram a ligar pra toda e qualquer igreja que conhecessem, mas nenhuma tinha a data disponível. Mesmo assim, ninguém perdeu a esperança. `As 13h e mais uma ligação pro arcebispo, que a essa altura já devia estar muito contente, hahaha, o cerimonialista recebe a feliz notícia de que um casal que havia reservado aquele sábado desistiu da cerimônia, na cripta da Catedral Metropolitana, e o dia estava livre. 😮 O quêeeee? Morta! Isso mesmo, gente! Salvos pelo gongo! Uhu!   😀

igreja casamento

Resumindo, pra quem não tinha igreja, eu acabei casando numa das igrejas que eu acho mais bonitas! Casar numa cripta foi um dos presentes que eu jamais teria imaginado!

Ah, que bom que deu certo. Tá tudo lindo, beijos pra vocês… Calma! E pra avisar a lista inteira de convidados que o local havia mudado? Chama o mutirão novamente. Como a Michelle era a noiva mais organizada do planeta, ela tinha nome e telefone dos queridinhos, o que facilitou muuuito.

igreja casamento

Passada a turbulência, ficou só muito amor e gratidão!

noivos e pais da noiva

Não era pra menos, eu teria chorado do começo ao fim!!! De alegria, claro!!! <3

Noivos no altar

Noivos no altar

Às vezes eu vou em chás de panela de amigas que vão casar e elas falam que estão com medo, que pode dar algo errado e eu digo: ‘Gente, no dia do meu casamento, o teto da igreja caiu e eu casei! Deu tudo certo. Não tem nada que possa estragar o dia de vocês.’ Hoje, eu rio dessa história. Conto me divertindo, mas no dia foi um baita susto!

igreja casamento

É isso. Não há problema sem solução, amores! Tirando o pequeno detalhe de que nossa noivinha já havia investido 300 dilmas na reserva da primeira igreja e precisou desembolsar outros 600 continhos na segunda, tudo foi resolvido. Mas vale tirar, da história da Michelle, três super lições:

  1. Tenha as pessoas que você ama e confia bem perto de você. Elas vão te socorrer de todas as maneiras.
  2. Quanto mais organizada você for, mais fácil você sairá de situações inusitadas. Vocês já viram que não há casamento sem causos. Se você não ouviu falar de nada maluco que tenha acontecido, é porque guardaram em segredo de estado.
  3. Não desista. Sempre há uma outra opção e “o cara lá de cima” ainda pode dar aquela forcinha. 😉

No próximo post…

Na próxima quinta-feira tem várias historias inusitadas em um só casamento. Um casal lá de Juazeiro do Norte, no Ceará,  conversou com a gente e contou com muito bom humor as soluções que encontraram para os imprevistos do GRANDE DIA. Só pra vocês terem uma ideia, o carro da noiva ficou sem gasolina na esquina da igreja. Aparece aqui na semana que vem pra conferir tudinho!