Browsing Tag

casamento criativo

entrada da noiva
Criatividade

A noiva pelas lentes do noivo. Que ideia genial!

O que era pra ser apenas um ensaio fotográfico, se tornou um baita evento na vida da Jéssica (a então cliente) e do David (o fotógrafo). Não pelas super fotos profissionais, mas porque um click diferente aconteceu naquele dia de 2014.

noivo fotografa noiva

Os dois se apaixonaram e o namoro veio logo em seguida. Batizaram-se juntos na igreja que frequentam e com um pouco mais de 2 anos, lá estavam eles se preparando para uma das mais lindas composições da vida. Como a fotografia esteve no primeiro plano dessa história, ela precisava receber um foco especial também durante a cerimônia de casamento.

A ideia foi do David, claro! Ele é super criativo e praticamente na última semana decidimos mudar o rumo das coisas. O casamento todo foi direcionado pra algo mais informal, diferente do que as pessoas estão acostumadas a ver nos casamentos e pensando nisso foi que ele teve essa ideia.

Qual ideia mesmo?

Deixa eu abrir um parêntese aqui rapidinho.

Sabe aquelas plaquinhas para entrada da noiva? “Última chance pra fugir”, “Foge não, ela tá linda”, “Lá vem a noiva”, etc. Pois é. Eu, particularmente acho essas plaquinhas por demais batidas. Vocês não acham? Quase todo casamento hoje tem! Isso sem falar na questão do machismo e tudo mais (veja esse texto interessantíssmo sobre isso do blog O Amor é Simples). Eu sei que é uma brincadeira, mas não acho nada original e, na minha opinião, já deu.   

noivo fotografa noiva

Foto: Alfredo Toscano via Zankyou

Fecha parêntese.

A Jéssica e o David deram um show nesse ponto. Eles substituíram a famosa plaquinha por uma máquina fotográfica. A daminha levou o equipamento até o noivo que, do altar, registrou a entrada da sua amada.

noivo fotografa noiva

Não é demais?!

Foi mais que emocionante! Com certeza o momento que mais marcou esse dia!

 Sem sombra de dúvidas estar do outro lado da história foi algo muito especial para nós e especialmente para ele que sempre registrou tantos casamentos e que agora pôde vivenciar os mesmos sentimentos, a mesma ansiedade, emoções e afins. Com certeza essa experiência veio a acrescentar muito a nossa profissão, pois nos tornou mais sensíveis a identificar o que deve ser feito ou não, o que pode ser dito ou não e principalmente, entender o que os noivos estão sentindo ali e consequentemente executar um trabalho com maior excelência.

noivo fotografa noiva

Pensando cá com meus botões, o contrário também ficaria legal pra registrar a emoção do noivo pelas lentes da noiva, né?! Só não sei bem como a noiva faria isso segurando o buquê.  Bem, deixo o desafio pra vocês, meninas.  😀 

Jéssica e David, que a vida de casados continue com essa iluminação especial, vinda do alto, e seja sempre repleta das mais lindas cores.

noivo fotografa noiva suspiros casamento

*Fotos de David Barnes Fotografia (o noivo), Dinho Rodrigues e Beto Santana.

 

 

casamento no shopping
Criatividade, Originalidade

Que tal casar no shopping?

Chamar “aszamiga” para uma tarde regada a muita casquinha do “Mac”, ar condicionado gratuito 😎 , sacolas da C&A e fotos nas vitrines e fontes de água belíssimas (isso não né, gente, pelamorde!). Um shopping center serve pra tudo isso e, claro, pra casar também. Com podia esquecer algo tão comum neste espaço, né?! #sqn

😂

Mas falando sério, faz um ano que a Katiane e o Alan casaram de “verdade verdadeira” dentro de um shopping center de Fortaleza. Não, não foi um pedido de casamento ou aquela história de uma bolinho  simbólico com a troca de alianças. Estamos falando de uma festa calorosa “di cum força”. Teve trombetas anunciando a chegada da noiva, caramanchão com flores, vestido branco bombástico e um senhor bolo de quatro andares, só pra citar algumas coisitas básicas dessa celebração.  

casamento no shopping

casamento no shopping caramanchão de madeira

casamento no shopping bolo

O melhor deste causo: os noivos praticamente não tiveram que desembolsar nada por esta festa. A maioria das coisas foi patrocinada pelos próprios fornecedores!  😯

Deu “tilt” no tico e teco? Como ter tudo isso de graça sem ser uma Preta Gil da vida?
Eu explico: a Katiane ganhou a festa de casamento no shopping em uma promoção de encerramento uma feira de noivas que acontecia no local. 

Eu e meu noivo já tínhamos a ideia de casar, e, digamos, a proposta do shopping nos caiu como uma luva. Eu topei de cara e meu noivo, quando eu contei, ficou super empolgado. Minha família também ficou contente. Ninguém foi contra a ideia. Obviamente, parentes e amigos nos perguntavam como seria tudo isso, por ser um casamento dentro de um shopping e tudo mais. Explicávamos de forma resumida e todos ficaram super curiosos, achando uma ideia bem criativa.

E bota criatividade nisso, menina! Uma ação de marketing muito bem articulada, diga-se de passagem.
Além dos convidados oficiais, todos os frequentadores do shopping, acabaram fazendo parte, de alguma forma, do casamento. A plateia se formou nos três pisos do lugar. 

casamento no shopping

Diferentemente de muitas noivas, que lutam com a lista para fazer uma cerimônia mais intimista, a Katiane amou compartilhar seu momento com todos os desconhecidos que estavam ali passeando.

casamento no shopping

Havia inúmeras pessoas que nunca nos viram, muito emocionadas pelo momento que estavam presenciando. Afinal, quem não se emociona com um casamento, certo? Alguns lojistas me presentearam e quiseram tirar fotos comigo. Eu adorei!!! Quem não gosta de ser prestigiada e de um mimo também, né?!

Timidez? O que é isso? Haha. Os noivos e padrinhos ainda surpreenderam o público com a valsa maluca que contou com o “Show das poderosas”, “Camaro Amarelo”,  “Ela não anda, Ela Desfila” e por aí vai. Uma diversão só pra todo o shopping!

casamento no shopping valsa maluca

Podemos dizer que, com certeza, tudo valeu a pena! Os profissionais se dedicaram bastante e foram super competentes. E, se avaliarmos, quantas pessoas têm o sonho de um casamento tão lindo quanto o nosso e não dispõem de muitos recursos, não é mesmo!? Eu e meu noivo amamos a ideia e ainda tivemos nosso momento eternizado em um programa de TV.

casamento no shopping

E você, toparia um casamento no shopping?

Acho que meu marido não ia gostar muito da ideia. Pera…Ele acabou de dizer aqui que, se não tivesse que gastar com “todos os negócios mirabolantes da festa” ele toparia e ainda dançaria “Na boquinha da Garrafa” (old school, o gato!)  😜

cachorro no casamento
Criatividade, Família no Casamento, Originalidade

Um convidado inesperado

Fernanda e Fábio ainda namoravam quando, TCHARAM! Veio o primeiro filho dos pombinhos. (Leu o nosso post do Casamento e Batizado no mesmo dia?)

Calma, não foi nenhuma gravidez não planejada. Pelo contrário, a Nanda bolou tudo direitinho. Levou o Fábio até uma ninhada de “bolinhas de pelo” e fez do Zeus, o filho amado do casal.  😉 

cachorro no casamento

Sempre que o Fábio via um “Golden” na rua ele dizia que era o sonho dele ter um cachorro desses. Então, eu tive a brilhante ideia de dar um de presente pra ele. Quando vimos o Zeus, ainda filhotinho, foi amor à primeira vista. Ele era extremamente amado, super bagunceiro e bem mau criado.

Infelizmente, toda essa peraltice do Zeus terminou em tragédia. 😥  Depois do noivado do casal, ele escapou de madrugada e foi atropelado.

Ele já tinha 2 anos de idade e foi simplesmente um dos dias mais tristes de nossa vida. Aliás, eu não lembro de ter visto meu noivo tão triste quanto naquele dia.

A Nanda não conseguia imaginar sua futura casa sem um cachorro de estimação, ou melhor, sem um filho de quatro patas. Ela, então, começou a bolar mais um plano, que seria revelado apenas no próprio dia do casamento (essas mulheres cheias de ideias!) Além de dizer SIM no altar, a noiva daria outra alegria ao companheiro. E essa alegria tinha nome: Buzz. 🐾

cachorro no casamento

A primeira coisa que fiz foi  ir atrás de um canil que fosse ter uma ninhada perto da data do casamento (janeiro de 2014), mesmo porque eu precisava de um filhote. Então, em meados de novembro de 2013, eu achei o canil e reservei um machinho. O próximo passo foi mandar e-mail para a minha assessora e o meu DJ, deixando claro que era uma surpresa e o noivo não podia saber em hipótese alguma o que eu estava tramando.  O combinado era que o meu irmão (que foi meu padrinho) saísse da igreja depois da cerimônia e fosse até a casa dos meus pais para pegar e trazer o Buzz (meus pais moram em Santo André e nós nos casamos em São Caetano do Sul em São Paulo  😁 ). Durante este tempo de trajeto, nós sairíamos da igreja para fazer fotos externas, até os convidados chegarem ao buffet. Eu iria controlar tudo sinalizando discretamente e trocando mensagens pelo Whatsapp. E assim foi feito. 

Mesmo com os contratempos, como trânsito e a correria pra orquestrar tudo secretamente, o plano não poderia ter dado mais certo. A Nanda entrou no salão com o Buzz nos braços e deixou todo mundo, especialmente o noivo, sem palavras.

cachorro no casamento

O Fábio contou que poderia esperar qualquer coisa, mas nunca passou pela cabeça dele a ideia de receber um presente como esse na festa de casamento. Segundo ele, foi um misto de sensações,  já que tinha a euforia da celebração, a surpresa do novo membro da família e as lembranças do Zeus.

cachorro no casamento

Detalhes complicados de bastidores: O Buzz ficou escondido 2 semanas na casa dos pais da noiva. Foi difícil controlar e inventar desculpas para o noivo não entrar lá por todo esse tempo. Também foi preciso conversar com carinho com a responsável do buffet, pois normalmente em estabelecimento que trabalha com comida não pode ter animais. Mas o Buzz entrou lindamente no local, por um bom motivo, né, gente! 

E a “bolinha dourada” também foi parar no topo do bolo! 😍

cachorro no casamento

O Zeus, nosso falecido e amado cão, representava o início da nossa família. É bem como dizem no filme “Marley e Eu”, que as pessoas acham que o início da família é quando chega um filho, mas quando se tem um casal e um cachorro, essa família já começou. O Buzz significa a continuidade dela. Nós nunca substituímos o Zeus pelo Buzz, mas nós o amamos imensamente pelo momento e forma que ele chegou na nossa casa. Um cachorro exige cuidados e nos ajuda no processo de amadurecimento após o casamento. Hoje em dia, ele tem um irmão vira-lata, o Woody, que nós adotamos para fazer companhia e alegrar ainda mais nossa casa. Mais pra frente teremos nossos filhos e a idéia é que as crianças amem tanto os nossos peludos quanto nós amamos.

cachorro no casamento

Own…Olha a carinha dessa figura. 😚  SMACK!
Ah, tem o vídeo desse momento em que pai e filho se conhecem! Preparem os baldes para os litros de lágrimas!

E aí, quem vai ter um cachorro no casamento também? Manda sua história pra gente.

 

*Fotos: Aquarella Digital e Gaby Lima G

 

Criatividade, Economia

Para pagar casamento, vale até…

É certo, que hoje em dia, com essa indústria louca do casamento, juntar dinheiro para casar bonitinho não está nada fácil, concordam?

Dia desses, passeando pelo Instagram, vi uma noiva rifando o próprio cofrinho de moedas, para ajudar com os gastos da Lua de Mel. Também já acompanhei noivas falando sobre pedir aos convidados, em um chá de panela e até no casamento, aqueles cartões de loteria, as famosas raspadinhas da sorte, sabe? Elas são bem baratinhas e podem esconder alguns prêmios interessantes. Quem é noiva sabe que qualquer 50 reais já ajuda, né?!  A proposta é que a “raspagem” se torne uma brincadeira descontraída que envolva toda a galera da festa. Mas, hum…Não sei bem se amo essa ideia. Você faria isso?

Eu gostei mesmo foi da criatividade, coragem e da determinação do casal de noivos Silvia e Fillipe, que estão de casamento marcado para o fim de 2015. Desde março, todo final de semana é dedicado ao trabalho extra para fins “casamentícios”.

O bom é que os convidados não são importunados com ordens pedidos de traga/compre isso ou aquilo. Na verdade, quem está ajudando os dois a juntar dinheiro para casar dificilmente verá a cor dos docinhos gourmets e bem casados da festa. Como assim? Com uma caixa de isopor abastecida e sob o sol de rachar de Alagoas, eles saem devidamente uniformizados para vender água mineral aos banhistas na praia de Ponta Verde.

juntar dinheiro para casar

A ideia de vender água na praia partiu do Felipe. Quando noivamos, decidimos fazer um orçamento do que seria necessário para montar o apartamento e fazer uma festa de casamento. A gente percebeu que para o básico do apartamento teríamos condições de pagar, mas não teria dinheiro para uma festa de casamento, já que tudo é muito caro! Então decidimos casar só no cartório, mas eu fiquei meio triste e o Fillipe quis me dar essa festa, mesmo que extremamente simples.

Muita gente que frequenta a praia compra as garrafinhas só para ajudar o casal. Tem uns que pagam e nem querem a água. Ficam comovidos e emocionados com essa força de vontade que nasce da fé no amor. ♥  Não é lindo?

noivos vendem água para juntar dinheiro para casar

O trabalho ambulante dos noivos foi algo tão surpreendente que a notícia se espalhou rapidamente e saiu até no portal G1 de Alagoas. Olha que máximo! (Confira a matéria na íntegra aqui)

juntar dinheiro para casar

Silva e Fillipe planejam continuar com a empreitada até outubro, mês do casamento. Se até agora, todo esse esforço tem valido a pena?

Tenho percebido que sim, ainda que o dinheiro não seja o suficiente hoje, acreditamos que nosso objetivo será alcançado. Deus está fazendo mais do que pedimos ou pensamos!

juntar dinheiro para casar

O lucro está sendo colocado em um cofre, por isso eles ainda não fizeram a contabilidade de quanto já arrecadaram. O objetivo não é fazer uma festona de arromba, mas um mini-wedding, pequeno, singelo e inesquecível.  (Viu os bastidores do mini-wedding na praia que contamos aqui no blog? Vale a pena ler!)

Queremos receber fotos desse casamento, hein, Silvia?! Felicidades mil pra vocês! E ah, também voltem aqui pra dizer quanto conseguiram com a venda de água!  🙂

juntar dinheiro para casar

Agora, me digam, quem aí teria a coragem deles?

 

noiva e sogra
Criatividade, Economia

Casei com a sogra!

Já ouvi muitas vezes que uma mãe é capaz de matar e morrer por sua prole. O tempo passa a idade chega e frases como essa começam a fazer total sentido. Depois de todos os perrengues e comédias que vivi e presenciei no mundo casamenteiro, me atrevo a dizer que uma mãe é capaz de matar, morrer e até CASAR pelos filhos! Minha amiga, Jozy Sabry, não me deixa mentir. Hoje, ela pode abrir a boca e dizer: “Casei com a sogra! E, detalhe, não me arrependo, hein?!” Hahaha.

Casamento Civil

Eu explico! Em 2012, Jozy e o então noivo, Davi, decidiram casar. Só havia um probleminha: um morava em Fortaleza (CE) e o outro em São Paulo. Da Terra do Sol pra da Garoa e vice e versa são pelo menos três horas de avião, mas a viagem custa algumas (muitas) “Dilmas”. Era impossível ficar no vai e volta toda hora. Com a noiva de mudança e o casal juntando cada centavo pra começar a nova vida, toda economia era bem vinda. Pois bem. Ao dar entrada na papelada para a cerimônia religiosa, a Igreja pediu logo junto os papéis do casório civil. Seria mais um custo. Mais um voo, além do final de semana do curso de noivos e do dia da festa. Foi aí que a sogrinha, dona Olganê Sabry, entrou em cena!

Casamento Civil

A grande sacada foi convidá-la para “casar” no cartório com a nora, representando o filho. Checaram todos os trâmites e, apesar de ser um tanto incomum, o plano era possível e a noiva amou a solução!

Foi massa demais!!! Ela é um amor de pessoa, né? Tava sempre disponível pra ajudar a gente e ainda teve que se despencar da casa dela pra ir lááá no cartório do Mucuripe (Fortaleza), só pra assinar. Minha sogra é única! Existe não! Foi que nem um casamento civil mesmo: eu, ela e as testemunhas (minhas amigas do trabalho). :mrgreen:

Casamento Civil sogra

Casamento Civil

A sogrinha também adorou! Afinal, quando os filhos  dizem “sim”, as duas famílias viram “uma coisa só” e essa é uma das melhores partes. 😉

Eu fiquei lisonjeada com o fato de poder representar o meu filho num momento tão especial. Fiquei muito feliz. Depois, quando comentava com alguém, as pessoas diziam: e você foi? Foi emocionante? E eu: Foi, sim! E foi isso mesmo. Muito bacana poder participar de um momento tão único da vida do meu filho com a minha nora!

Casamento Civil - noiva e sogra

Missão cumprida! Depois, foi só esperar o dia do casamento religioso e da festa pra celebrar o amor e a criatividade!

noiva e sogra

Foi ou não uma excelente ideia?! 😀

Dica de Noivinha Experiente

  1. Não tenha medo de tomar decisões necessárias, apenas por não serem convencionais. Procure facilitar a sua vida e a do seu noivo. Alternativas como esta do casamento por procuração ou do religioso com efeito civil, como foi o meu caso com o meu marido,  podem ajudar muito a descomplicar o processo e poupar tempo.
  2. Pesquise e persista nas suas decisões. Não se deixe levar pelas críticas carregadas do velho “tem que ser assim” ou por opiniões sem fundamento para fazê-la mudar de ideia. Quando decidimos pelo religioso com efeito civil, algumas pessoas da igreja quiseram nos amedrontar, dizendo que nesse tipo de processo o casamento não pode ser desfeito nem se o cônjuge morrer, porque o padre não separa. E eu tava pensando em separar? Eu queria era casar! Hahaha… É cada uma viu? 😆

 No próximo post

A gente já cansou de dizer e provar por A+B que, em se tratando de casamento nem tudo sai tim-tim por tim-tim como planejado e idealizado. E tem algo na vida que é certinho assim? Desconheço! hahaha. No próximo post vamos falar novamente de um casamento diferente, que misturou união religiosa e batizado do filho dos noivos. Vem aqui na quinta-feira que vem! 😉

noivo beija mão da noiva
Criatividade, DIY, Economia

A beleza de um casamento feito à mão

Com o que uma noiva sonha, quando aceita subir ao altar? O momento mágico em que dizemos sim ao nosso grande amor. O começo da vida a dois. Os primeiros meses de planejamento são pura alegria. Mas, uma hora ou outra, todo casal vê o projeto ameaçado pelos custos da celebração e da festa, que decolam mais rápido que foguete. Vestido + Bolo + Buffet + Decoração + Etc, Etc, Etc = $$$$$. É conta sobre conta. Há saída, meus amores, digo sem medo. Use e abuse do bom e velho do it yourself. 😉  Disposição, criatividade e um pouquinho de habilidade são tudo o que você precisa pra economizar e, principalmente, dar aquele toque intimista e único que só um casamento feito à mão pode ter.

Minha amiga, Taira Monezzi, nossa talentosa personagem de hoje, chegou a essa conclusão desde o começo.

Eu realmente gosto das coisas do meu jeito e queria gastar pouco. Só vejo vantagem. Se você tiver tempo disponível, vale à pena. Não só pelo dinheiro, mas acho que casamento é algo tão íntimo que é legal ter coisinhas feitas pelas nossas próprias mãos.

iniciais dos noivos em mdf

Com materiais encontrados em casa ou comprados baratinho em lojas de artesanato, a noiva caprichou nas criações. Foram meses de trabalho e, no fim, amigos e parentes mais chegados ajudaram o casal nos últimos detalhes. O resultado não poderia ser mais original!

lousa em casamentoOs pombinhos, Taira e Juan, casaram no dia 3 de agosto de 2014, em Ribeirão Preto (SP). O espaço rústico e verde ficou lindamente decorado. Um caminho de corações levava ao altar arrumado com flores de papel, cortinas de juta e fitas. Não ficou um charme?

noivos no altar

Temos que dar os créditos, aqui. A Taira deu um baile. Repara no bouquet de tule, fuxicos, contas e fitas que ela mesma fez. CHO-CA-DOS?!  😮

noivos se beijando com bouquet

E quem diria que discos de isopor, folhas de um livro antigo, renda e flores poderiam se transformar nesse lindo bolo? Sério, queria pra mim, gente! Os bonequinhos do topo também foram pintados por ela!

bolo fake

noivos topo de bolo de madeira

Com o varal de fotos, o casório ficou ainda mais intimista.

varal de fotos

E nem precisa dizer que os convidados amaram as lembrancinhas personalizadas.  😛

lembrancinhas casamentolembrancinhas casamentolembrancinhas casamento

No fim deu tudo certo. Economizei muito, todo mundo elogiou e até vendi a maioria das coisas de decoração que fiz! Hahaha.

brinde noivos

Parece difícil, mas não é!

Não há segredo, pessoal! Não saber costurar ou pintar como a minha amiga, Taira, não são desculpas para deixar de dar o seu toque especial no casamento. Há coisas super simples que você pode fazer e não pedem “experiência” com artesanato. Vou dar alguns exemplos mamão com açúcar que fiz para o meu casório.  😀

Bastidores de bordado e rendas diferentes viraram lindas molduras pras paredes do buffet. Por meses, juntei garrafas de vinho e espumante, decorei com recortes de jornal, usando cola branca, e elas se tornaram jarros bem bonitos. A canecas formando a palavra LOVE em papel adesivo, também, ficaram uma gracinha, não acham?

cenário do bolo

As rolhas das garrafas foram em vasos pra dar o tom rústico. Também comprei vidros pequenos, apliquei tecido nas tampas com cola quente, fiz um laço com fita de cetim, enchi com doce de leite e de banana e TCHAN-RAN: lembrancinhas deliciosas para os convidados.  :mrgreen:

Lembrancinhas, doces e decoração rústica

doces lembrancinhas casamento

Para os arranjos das mesas, fiz garrafas decoradas com barbante, tecido e renda. Como o material era mais difícil de aderir ao vidro, precisei usar cola de artesanato que encontrei em lojas específicas (pra ser sincera, acabei com o estoque de uma delas, hahaha). Pedi ajuda das tias e até das primas pequenas. No fim, todo mundo gostou, muita gente levou de lembrança e as que sobraram foram embelezar o casamento de uma amiga.  😉

garrafas decoradas casamento diy

Outra ideia legal foram as letras de cartonagem. Imprimi os moldes, colei em folhas grossas de isopor e recortei com estilete, depois cobri com tecido estampado, usando cola branca e pincel. Na internet há vários tutoriais. Dá um trabalhinho, mas fica super bonito na decoração.

Letras de Cartonagem

Na hora de jogar o bouquet (que substituí por cupidos), as solteiras (e algumas comprometidas, também) ganharam uma tiara com véu de noiva que fiz com tiaras cruas, fita de cetim, tule e cola quente. Marinheira de primeira viagem sofre um pouquinho, né? Queimei a ponta dos dedos algumas vezes, mas depois peguei o jeito. Aprendi o passo a passo em blogs e no querido-amado-lindo-tudo YouTube. Ninguém nasce sabendo, pessoal! Hahaha.  😆

Tiaras para as solteiras

A última das investidas malucas foi a leva de cataventos, hahaha. Convoquei minha prima, Cynthia, que é professora e já fez muuuuitos na vida, compramos cartolina colorida, palitos de churrasco e tachinhas e colocamos a mão na massa.

Nossa produção em escala resultou em 50 cataventos, todos devidamente testados no ventilador no 3! Haha. Se não girasse, voltava pra ser consertado. Ora mais! Enfim, fiquei sabendo que tinha um jardinzinho na parte externa do buffet e foi lá que se acomodaram os cataventos. Ficou uma fofura! Sempre que dava, ia lá fora comer um docinho ou fazer qualquer outra coisa só pra apreciar as “lindêzas” que tínhamos produzido madrugadas a dentro. Valeu à pena o resultado! And they lived happilly ever after depois, na festa do dia das crianças da minha escola e todos amaram também!

cataventos e noivos no jardim

Então, amores, é isso! Se vocês estão pensando em aderir à ideia, não tenham medo. Pesquisem na internet, conversem com outras noivinhas, inspirem-se aqui no blog, arregacem as mangas e façam vocês mesmos! Garanto que seu grande dia vai ser cheio de personalidade!!! 😎

*Fotos Tayce e André: Clécio Albuquerque e Jozy Sabry

No próximo post

Imagine estar pronta pontualmente, linda e ansiosa para casar e descobrir que todos já estão a postos, menos quem? O Padre! Até aí tudo, bem, atrasos acontecem. O problema é que, depois de horas, o religioso não tinha “dado as caras”! A Amanda Sobreira, nossa noiva da semana que vem, deu o jeito dela e casou mesmo assim! A gente conta tudo na próxima quinta-feira!