Browsing Category

Originalidade

arruinar casamento
Erros e lições, Originalidade

“Tentaram arruinar meu casamento. Não conseguiram!”

“Casamento não é só vestido, flores e fotos”

Tá aí! Papa Francisco, autor dessa sentença, arrasou! Outra frase que curti mil vezes esses dias foi:

“Quero um matrimônio mais bonito do que a festa de casamento”

Quem não quer?

Claro, a celebração de uma união merece ser mais do que especial, mas, às vezes, nos preocupamos mais com as flores do centros de mesa da recepção do que com a poda do nosso jardim da vida a dois, né?!

Quem me fez lembrar dessas frases foi a Adiliane Mattos, lá do interior de Minas Gerais, que conheci virtualmente essa semana. Fiquei impressionada com a atitude dela diante de um acontecimento totalmente inesperado no seu grande dia!

Deixa eu explicar.

Desde setembro do ano passado, a Adiliane preparava sua cerimônia de casamento. A união foi planejada depois de uns dois anos de namoro. O casal nem chegou a noivar, queria mesmo era casar direitinho, na igreja, com festa e tudo mais. A noiva, como a maioria das mulheres, sonhava em se vestir de branco e ter um dia digno de princesa.

arruinar meu casamento

No começo desse mês, lá estava o noivo no altar, à espera da sua amada. Era O DIA! A noiva estava prontíssima para  arrasar, mas precisou enfrentar uma das situações mais loucas que já tive notícia em um casamento: uma mulher totalmente desmiolada (só pode!), ex-noiva do companheiro de Adiliane, resolveu aparecer e fazer uma loucura.

arruinar casamento

Ao entrar todos os padrinhos e os convidados que estavam do lado de fora, o carro em que eu estava subiu o morro da igreja e ficou parado lá como de costume. Fiquei na porta para tirar fotos. Quando saí do veículo, me posicionei ao lado do meu pai e o cabeleireiro deu um toque final no penteado. Na hora que o carro saiu, foi instantâneo! Já me virei e percebi que estava com tinta rosa no meu corpo e no meu vestido. Foi muito rápido! Ela (a ex-noiva do meu noivo) veio de lado e jogou a tinta! Por sorte, não foi no meu cabelo, porque o cabeleireiro estava atrás. Foi a única coisa que não sujou.

arruinar meu casamento

arruinar meu casamento

Dá pra acreditar nisso?  😯
A noiva disse que conhecia de vista a “despirocada” da ex. Inclusive, essa mulher tinha mandado recado dizendo que iria acabar com o casamento, mas ninguém nunca imaginou que algo assim poderia acontecer, pois, segundo Adiliane, a recalcada parecia uma pessoa tranquila.

Sim, mas e a cerimônia? Foi adiada, cancelada? O vestido foi trocado às pressas?

Nops! Nops! Nops!

Passou na minha cabeça que, por ter acontecido isso, as pessoas iriam zombar de mim e eu acabaria não casando. Parecia algo de novela, algo que não tinha acontecido de fato! Chorei muito e não estava acreditando. O padre veio falar comigo e disse que o importante mesmo era o momento e não o vestido. Meu pai, que estava ao meu lado, me deu muito apoio também. Segui em frente, rumo ao altar, com o vestido manchado mesmo, sendo incentivada e fortalecida por todos amigos e familiares presentes.

arruinar meu casamento

Nem mesmo depois da cerimônia, o vestido foi trocado. A noiva colocou o sorriso no rosto e deu a melhor recepção que poderia dar.

arruinar meu casamento

Merece ou não merece todos os nossos aplausos? Quando perguntei o que ela diria para outras noivinhas que estão na apreensão da festa de casamento, a resposta veio assim:

Nunca desistam dos seus sonhos, mesmo que aconteça alguma coisa ruim ou inesperada. O momento, a comemoração da união e do amor vão além de um vestido de noiva ou qualquer outra coisa.

E ainda deixou um recado para a “indivídua” lá:

Sem tinta ou com tinta, isso não muda o amor que eu sinto pelo meu marido, que é verdadeiro! A roupa é apenas um detalhe. Estou feliz, mesmo com o que aconteceu! ♥

Beijinho no ombro bem dado, né?!  😉 Parabéns, senhora Adiliane!

bebida no casamento
Erros e lições, Originalidade

Ops! Bebi demais no casamento?

Um gole aqui. Outro acolá. E o noivo, originalmente super tímido, foi ficando daquele jeito, sabe, né?! Uma alegria só!

Quem não estava nem um pouco contente com a situação era a noiva, a Jéssica, de Curitiba. Ela não é muito chegada a bebida alcóolica (limitou-se a taça de espumante do brinde oficial) e quando viu o companheiro mamado espontâneo demais, o clima ficou quente nos bastidores, como pinga descendo goela abaixo. 😡

bebida no casamento

Existia um agravante. Os dois tinham programado fazer uma coreografia juntinhos ao som romântico de A Thousand Years . Com o andar cambaleante da carruagem, a noiva, que obviamente não queria nada menos que a perfeição, já imaginava a cena desastrosa.

Ensaiamos em uma escola especial de coreografia de noivos. Por conta da bebida, fiquei brava e falei que ele não conseguiria dançar daquele jeito. Havia um passo em que o noivo me pegava no colo! Fiz um teste pra ver se ele ainda dava conta do recado, mas nunca havíamos ensaiado com o vestido de seda que eu estava usando por baixo. Acabei escorregando e caindo no ensaio antes da apresentação. Briguei muito e nem queria dançar mais!

bebida no casamento

A Jéssica é brava, né?! Tadinho do noivo. A queda nem foi culpa dele. O vestido liso é que não ajudou muito. A própria noiva percebeu isso depois de esfriar a cabeça. E surprise :  A apresentação saiu melhor que o esperado, já que o noivo tinha esquecido a vergonha depois de alguns goles de bebida.

bebida no casamento

Mais desencanada, a Jéssica foi curtir a festa. No finalzinho, o casal resolveu terminar a comemoração com um banho de piscina GELADO!

bebida no casamento

Lembrem-se que a celebração aconteceu lá no friozinho de Curitiba!
Pensando aqui comigo,  ainda bem que a noiva não é muito chegada a bebida alcoólica, né?! Porque sóbria já gosta de uma loucura dessas, imagine meio “grogue”…  😆

bebida no casamento

Até aqui, os copos de bebida a mais tinham até dado desenvoltura e coragem ao noivo. O problema aconteceu na hora de ir embora para a tão sonhada noite de núpcias.

Eu casei em uma sexta-feira à noite. Tínhamos reservado um chalé enorme em um haras, maravilhoso, no meio do nada. O combinado era que chegássemos às 5h da manhã. Quando saímos da festa, por volta desse horário, o noivo já estava acabado (além de ensopado!). Eu desconfiei que ele não saberia chegar ao local. Como confio muito nele, por ser sistemático e se atentar a todos os detalhes, nem me preocupei com o endereço exato do lugar. Saí dirigindo, mas na metade do caminho ele simplesmente olha para mim e diz: ‘Eu não vou saber chegar. Não consigo pensar”. Depois, se virou e dormiu. :O

A Jéssica (também ensopada) deu meia volta e foi pra casa levando o noivo a tiracolo. Depois de duas horas de apagão, ele acordou e já falou: “Estou pronto. Agora vamos.”

Bem, os pombinhos finalmente chegaram ao chalé (já era a hora do almoço) e conseguiram curtir, de fato, o resto do fim de semana de puro amor  😉

bebida no casamento

 

*Créditos das fotos: Daniel Júnior

Se casar, não beba (demais!)

Gente, ALELUIAS porque tudo foi contornado lindamente no casamento da Jéssica, né?! Porém, nem sempre é assim. Já soube de noiva caída no banheiro, convidados que deram um show vergonhoso E até noivo que traiu a noiva na própria festa (oi?!). Tem essa notícia bizarra aqui.

A melhor dica que se pode dar para os casais de noivos é: calma, ainda vai ter bebida no mundo depois da festa!

  • Se não é acostumado a beber, não queira começar no seu grande dia. Vá com cautela ao copo! Caso contrário, você certamente não se lembrará de um dos momentos mais importantes da sua vida e ainda poderá arruinar sua festa.
  • Quando beber, não esqueça de comer! Com tanta euforia, é difícil mesmo parar pra se alimentar direitinho. Às vezes, não existe nem um pinguinho de fome! Mas faça um favorzinho à você, mesmo sem muita vontade: JANTE! (ou almoce, no caso de um casamento de dia.) Além disso, entre um gole e outro, se delicie com os vários docinhos maravilhosos (e que foram os olhos da cara)! Eles certamente não deixarão faltar glicose no seu sangue!  😉

No próximo post

Em homenagem ao dia das MÃES, vamos falar, na próxima quinta-feira, sobre a dedicação total de uma mãe ao organizar o casamento da filha. Passa aqui pra conferir essa estória emocionante!

casamento no havaí
Originalidade

Aloha! Já pensou em casar no Havaí?

Deu play (ali em cima, na setinha laranja)? Então, sente a brisa, imagina o sol e vai entrando nesse clima de pés na areia, calmaria e, sobretudo, amor do Havaí.  😎

Nos Estados Unidos, o arquipélago é o segundo lugar mais cobiçado pelas noivas. Perde apenas para Las Vegas. (viu o post em que o próprio Elvis celebrou o casamento na cidade dos cassinos? Aqui ó).  Não é pra menos, né?! Quem pisa nas ilhas é simplesmente engolido por uma imensidão de beleza natural.

Causos_Priscila_16

A Priscila, a noiva da vez, vive nos “Ixtates” há um tempinho, mas nunca tinha visitado o paraíso havaiano. O noivo dela, Manoel, também não. Os dois são brasileiros e já moravam juntos na terra do Tio Sam. Até falavam em casar oficialmente, mas não havia aquele papo de festa e igreja (e vestido, prendedor de guardanapo, sousplat, lágrimas de alegria, docinhos gourmet, bem-casados, etc. e etc. e etc.).  😆

A gente sabe que a maioria dos homens brasileiros é meio escorregadia quando se trata desse assunto, confere? Pois não é que o Manoel deu uma de gringo romântico e bolou um pedido de casamento surpresa no melhor estilo hollywoodiano?!

pedido de casamento

Jamais esperava isso dele. Até costumo dizer que ele não é nada romântico. Ele saiu do trabalho, veio pra casa, pegou um anel meu, levou à loja pra saber o tamanho e voltou pra irmos ao jogo do Brasil x Equador. No estádio, quando eu menos esperava, ele tirou um cartaz escrito “Priscila casa comigo?”. Eu comecei a rir de tão nervosa! Achava que era brincadeira, que nem havia anel de noivado nem nada. Mas o Manoel se ajoelhou e mostrou a joia.  Eu, emocionada e envergonhada, nem conseguia responder.

Sim, sim e sim, né, obviamente!
Com o ring chiquérrimo no dedo, a Pri teve a sacada: por que não aproveitar essa oportunidade de casar pra fugir do frio, conhecer o Havaí e ainda ter uma lua de mel invejável?

Fechô!

casamento no havaí

 Comecei a pesquisar na internet sobre casamentos no arquipélago e achei essa empresa (Yes I do Hawaiian Weddings), administrada por brasileiros. Achei o máximo! Até porque se os nossos parentes viessem do Brasil, uma celebração feita em português seria muito bacana. Entrei em contato com os profissionais pelo Facebook e fechamos tudo. Escolhi logo a data porque queria casar no sábado, exatamente no Valentines Day (14 de fevereiro) e em uma determinada praia que escolhi.

Aqui vamos nós: em um Destination Wedding (quando os noivos e alguns convidados viajam pra celebrar o casamento em outro lugar) tudo é escolhido à distância, mesmo. Dica para as noivas: ou você consegue relaxar e depositar toda sua confiança na empresa organizadora, ou é melhor nem pensar em fazer um casamento desse tipo. Mulheres supercontroladoras, Destination Wedding não é pra vocês, ok?!

noiva em casamento no havaí

A Pri e o Manoel alugaram uma casa no sul da ilha Oahu, onde iam fazer a cerimônia. O problema é que, dois dias antes, a noiva percebeu que a previsão era de chuva exatamente pro Valentines Day.

Falei com a cerimonialista para adiantarmos o casamento pra sexta-feira. Mas na sexta também iria chover! No domingo de manhã tínhamos nosso voo para outra ilha (Maui) e à tarde os padrinhos iriam voltar pra Filadélfia.

Vixe, complicou!

Como era uma cerimônia mais íntima, com poucos convidados presentes, a noiva tinha essa flexibilidade das datas e até do local. Em um casamento tradicional brasileiro, imagine a logística , com algumas centenas de pessoas para serem avisadas.  (Lembra a estória real em que o do teto da igreja caiu e tudo mudou no exato dia do casamento? Leia aqui). No sábado, a cerimonialista ainda ligou pra noiva e sugeriu: “aqui do outro lado da ilha está fazendo sol, vamos fazer o casamento hoje mesmo?”

😯

Não, não dava nem tempo da noiva se arrumar assim, em cima das buchas! Remarcaram definitivamente pra domingo de manhã.

casamento no havaí

Domingo finalmente amanheceu com um sol lindo. Tivemos que fazer a cerimônia bem cedo pra dar tempo dos convidados irem pro aeroporto pegar o voo de volta. Nós mudamos pra noite as nossas passagens pra Maui, mas finalmente nos casamos. Foi uma cerimonia havaiana e brasileira juntas, com assinatura e documento oficiais! Houve a troca do colar e foi bem legal. Eu super aconselho fazer um casamento no Havaí, mas tem que saber que tudo lá é caro demais. Porém, ainda assim fica mais barato que uma festa tradicional. Ah, meus pais acompanharam tudo pelo Skype  😉

casamento no havaí

Ah…a tecnologia e o amor são lindos. ♥ Ainda mais em um lugar como esse!

Vestido de Noiva da China

Já contei toda minha estória do vestido de noiva da China, lembra? Se não, clica aqui! Nossa noivinha de hoje também se arriscou no Aliexpress. Só que o vestido chegou e não era como ela esperava. 😥  Só restava chorar e se desesperar, certo? Que nada! Ela usou a criatividade e, com a ajudinha de um e outro, resolveu o problema.

Minha chefe fofa disse que eu tinha que ir à loja para ver os vestidos pessoalmente e experimentá-los. Ela marcou direitinho e fomos. Como faltava pouco tempo pro casamento não dava tempo de encomendar nenhum do meu tamanho. Precisava ser o que eles tinham lá. Achei um modelo do qual gostei da parte de cima e como tinha gostado da parte de baixo do outro que comprei no Aliexpress, resolvi juntar os dois. Levei na costureira e ela fez de dois vestidos um.

Arrasou!

casamento no havaí

casamento no havaí

 

No próximo post

Na semana que vem, vamos falar mais uma vez de um assunto um tanto quanto polêmico: cerimonial. Você já se questionou  sobre contratar ou não um cerimonialista profissional pro seu casamento? Pois passa aqui na próxima quinta-feira, que vamos revelar alguns segredinhos. 😉

noivos e elvis
Criatividade, Originalidade

Elvis foi pro meu casamento em Las Vegas, babe!

Na pequena capela, o noivo ansioso e as duas madrinhas privilegiadas. Guiada por um  Elvis Presley versão californiana, a noiva chega rapidinho ao altar, ao som de Can’t Help Falling in Love cantada ao vivo pelo rei do rock. O pastor latino logo começa a cerimônia em portunhol e vai direto ao assunto: Thiago recebe Gabriel como esposa? Epa, é Gabrielle! 😀 Bola pra frente. Um aceita o outro por toda a vida? Yes!!! Pode beijar a noiva.  Cena de filme? Não, um típico casamento em Las Vegas! 

Noivos

Assim foi com a Gabi e o Thiago, mais conhecido como Frank. Um casório diferente de todos os que já vi ou ouvi falar e que durou apenas 8 MINUTINHOS! Para tudo e chama a NASA!!! :mrgreen:  É isso mesmo. Las Vegas é a “capital” das baladas e dos cassinos, mas também das capelas casamenteiras que unem muitos casais apaixonados e sem medo de serem felizes. Como esses pombinhos já moravam juntos, não planejavam uma mega festa para oficializar a relação e tinham espírito aventureiro, a ideia caiu como uma luva.

Surgiu uma viagem à trabalho pra mim. Nessa hora, pensamos: Por que não? Eu nunca tive o sonho de ter um casamento tradicional, aquele sonho que muitas noivas têm. Mesmo assim, comprei o vestido (curtinho e apropriado para a proposta), o arranjo do cabelo, brincos, tudo o que tinha direito. Enquanto isso, pesquisávamos capelas, passagens aéreas, hospedagem…

Passagens compradas, na época por USD 1.400, eles embarcaram com destino aos States. Também já haviam reservado a data e um pacote da Graceland Chapel que incluía casamento, certificado, flores, fotos, dvd, limosine e, claro, Elvis! Tudo isso, por cerca de USD 600 com taxas, além da velha tip para o motorista da limo (USD 40). Foi tudo facilmente contratado pelo site da capela e os pagamentos feitos com cartão de crédito. Só eu tô achando uma pechincha?  😮 

Graceland Chapel

Se o casal tiver tempo, pode até chegar dias antes, visitar algumas igrejas, escolher a que mais agradar e solicitar um horário disponível. São diversas capelas com casamentos a cada 15 minutos! Nós fizemos questão de casar na Graceland Chapel, porque queríamos o Elvis e etc, mas há muitas opções.

Pausa pra fofoca de celebridade: a Gabi e o Frank não só tiveram o Elvis, como casaram na capela em que o Jon Bon Jovi “disse o sim” à esposa (partindo muitos corações), uns 25 anos atrás (Juro. O gato já passou dos 50. 😯 ). 

Graceland Chapel

2 de junho de 2014 chegou e o Dia de Noiva da Gabi foi relaxando com as amigas e madrinhas, Ju e Kika, na famosa pool party do Marquee Nightclub. Afinal é Vegas, babe! Depois as meninas fizeram as honras de ajudar a noiva com cabelo e maquiagem. Tadinho do noivo, confessou até que ficou um pouquinho nervoso, sem um companheiro pra fazer companhia. Mas o desfecho não poderia ter sido melhor!

noivos

E não é porque somos originais que vamos esquecer de detalhes importantíssimos. Azamigas agradecem!

Noivos e madrinha

Depois do sim, a comemoração foi num jantar no Top of the World, restaurante com a vista mais linda para as luzes de Las Vegas, no  alto do Hotel Stratosphere.

Jantar de Casamento

Nós recomendamos muito! Até pra quem já casou. Ir lá, renovar os votos, comemorar aniversário de casamento. É muito divertido e vale muito à pena.

Também ficaram com vontade de seguir esse conselho?  Viva, Las Vegas! 😎

Dica de noivinha experiente

A pergunta que não quer calar: Casamento em Las Vegas vale como qualquer outro? Sim! Tanto nos EUA quanto no Brasil. A Gabi explicou o que é preciso fazer:

  • Antes do casamento, o casal deve ir com os passaportes no Marriage License Bureau tirar a licença de matrimônio, nem precisa levar testemunhas. Em menos de meia hora o casamento civil é realizado (parece o Brasil, né? 🙄 ). E depois é só ir à capela com o documento e casar. Simples assim.
  • O Marriage License Bureau fica aberto das 8h às 0h, todos os dias, no endereço: 201 E Clark Ave., Las Vegas, NV 89155. Contato: (702) 671-0600.
  • Para agilizar o processo, é possível acessar o formulário da County Clerk e preencher os dados com antecedência. Um número de formulário será gerado e você deve levar no dia em que for ao Marriage License Bureau. Fiquem atentos ao prazo de validade de 60 dias.
  • Depois da cerimônia, você vai receber um certificado. É preciso combinar a entrega do original, que deve ser reconhecido no Consulado de Los Angeles. (Alguns despachantes oferecem o serviço pra você nos EUA mesmo)
  • Pronto, ao retornar ao Brasil, só é necessário registrar no 1o Cartório do Registro Civil da cidade em que você mora.

Pra matar ainda mais a curiosidade, você pode conferir o vídeo do casamento da Gabi e do Frank, no Hello Gringos, onde eles contam também as aventuras da mega lua de mel de 6 meses que fizeram viajando da Europa à Ásia.

E você, conhece algum causo de noiva? Compartilha com a gente!  😉

No próximo post

Continuando no clima de casamentos gringos diferentes (a gente adora!), vamos contar, na próxima quinta-feira, os causos de uma celebração feita no Havaí, em uma das praias paradisíacas desse arquipélago maravilhoso! Não deixe de passar aqui, hein…