Browsing Category

Criatividade

casamento no shopping
Criatividade, Originalidade

Que tal casar no shopping?

Chamar “aszamiga” para uma tarde regada a muita casquinha do “Mac”, ar condicionado gratuito 😎 , sacolas da C&A e fotos nas vitrines e fontes de água belíssimas (isso não né, gente, pelamorde!). Um shopping center serve pra tudo isso e, claro, pra casar também. Com podia esquecer algo tão comum neste espaço, né?! #sqn

😂

Mas falando sério, faz um ano que a Katiane e o Alan casaram de “verdade verdadeira” dentro de um shopping center de Fortaleza. Não, não foi um pedido de casamento ou aquela história de uma bolinho  simbólico com a troca de alianças. Estamos falando de uma festa calorosa “di cum força”. Teve trombetas anunciando a chegada da noiva, caramanchão com flores, vestido branco bombástico e um senhor bolo de quatro andares, só pra citar algumas coisitas básicas dessa celebração.  

casamento no shopping

casamento no shopping caramanchão de madeira

casamento no shopping bolo

O melhor deste causo: os noivos praticamente não tiveram que desembolsar nada por esta festa. A maioria das coisas foi patrocinada pelos próprios fornecedores!  😯

Deu “tilt” no tico e teco? Como ter tudo isso de graça sem ser uma Preta Gil da vida?
Eu explico: a Katiane ganhou a festa de casamento no shopping em uma promoção de encerramento uma feira de noivas que acontecia no local. 

Eu e meu noivo já tínhamos a ideia de casar, e, digamos, a proposta do shopping nos caiu como uma luva. Eu topei de cara e meu noivo, quando eu contei, ficou super empolgado. Minha família também ficou contente. Ninguém foi contra a ideia. Obviamente, parentes e amigos nos perguntavam como seria tudo isso, por ser um casamento dentro de um shopping e tudo mais. Explicávamos de forma resumida e todos ficaram super curiosos, achando uma ideia bem criativa.

E bota criatividade nisso, menina! Uma ação de marketing muito bem articulada, diga-se de passagem.
Além dos convidados oficiais, todos os frequentadores do shopping, acabaram fazendo parte, de alguma forma, do casamento. A plateia se formou nos três pisos do lugar. 

casamento no shopping

Diferentemente de muitas noivas, que lutam com a lista para fazer uma cerimônia mais intimista, a Katiane amou compartilhar seu momento com todos os desconhecidos que estavam ali passeando.

casamento no shopping

Havia inúmeras pessoas que nunca nos viram, muito emocionadas pelo momento que estavam presenciando. Afinal, quem não se emociona com um casamento, certo? Alguns lojistas me presentearam e quiseram tirar fotos comigo. Eu adorei!!! Quem não gosta de ser prestigiada e de um mimo também, né?!

Timidez? O que é isso? Haha. Os noivos e padrinhos ainda surpreenderam o público com a valsa maluca que contou com o “Show das poderosas”, “Camaro Amarelo”,  “Ela não anda, Ela Desfila” e por aí vai. Uma diversão só pra todo o shopping!

casamento no shopping valsa maluca

Podemos dizer que, com certeza, tudo valeu a pena! Os profissionais se dedicaram bastante e foram super competentes. E, se avaliarmos, quantas pessoas têm o sonho de um casamento tão lindo quanto o nosso e não dispõem de muitos recursos, não é mesmo!? Eu e meu noivo amamos a ideia e ainda tivemos nosso momento eternizado em um programa de TV.

casamento no shopping

E você, toparia um casamento no shopping?

Acho que meu marido não ia gostar muito da ideia. Pera…Ele acabou de dizer aqui que, se não tivesse que gastar com “todos os negócios mirabolantes da festa” ele toparia e ainda dançaria “Na boquinha da Garrafa” (old school, o gato!)  😜

pedido de casamento
Criatividade, Pedido de Casamento

Um tumultuado pedido de casamento

“Ô eternidade!” É uma queixa comum que escuto nos grupos de noivas quando as namoradas vivem na expectativa do bendito pedido de casamento. (Olha nosso post sobre essa ansiedade doida!)

Algumas gatas-garotas até relatam que cansaram de esperar e decidiram, de caso pensado, pedir a mão do rapaz considerado lerdinho. Isso que eu chamo de atitude, não é?! 👊

A Gabriela Langer fazia parte do time daquelas que sonhavam em ser surpreendidas, no naipe das cenas dos filmes românticos, sabe? E ela já tinha dado aquele toque sutil ao namorado: 

Eu sempre comentava com o Fernando que, a única coisa que queria, quando fosse pedida em casamento, era que eu estivesse arrumada (unha feita, escova no cabelo, etc…. Confesso que sou um pouco desleixada com essas coisas, mas no dia em que fosse ficar noiva eu precisava estar bonita, né?! rsrsrsrs)

pedido de casamento

Muito justo, Gabi!

Os pombinhos só se encontravam aos finais de semana, já que ela morava em Campinas e ele passava a semana toda em São Paulo a trabalho. Mas o aniversário de 2 anos de namoro do casal caiu em plena quarta-feira e, claro, a data não poderia passar em branco.

Minha irmã me liga no domingo anterior e fala: vamos ao cabeleireiro na quarta-feira?
Opa!!! Eu, que adoro descobrir surpresas, já tive a certeza! SEREI PEDIDA EM CA-SA-MEN-TO! Comecei a anunciar para todo mundo do meu trabalho, gritava de alegria: serei pedida em casamento! Amanhã (quinta-feira) estarei com um anel no dedo!

Ela saiu do trabalho e foi correndo se arrumar no salão. Já estava pensando na mega festa que a esperava em casa.  

pedido de casamento

Hum…mas mulher, sinto te informar que você estava um pouquinho equivocada em relação a essa história toda de pedido de casamento. 

Cheguei em casa. Tudo escuro e ninguém por lá. Cinco minutos depois, chega o meu querido no portão e fala: surpresaaaaa!!!
Oi??? Fiquei com uma cara de espanto. Qual é a surpresa?

Ele disse: Ué, eu vim de São Paulo, em plena quarta-feira, só pra te ver e jantar com você!

E eu pensava: e o que mais? Só isso? Quase comecei a ter um treco de tanta vergonha…Pensava nos meus amigos perguntando no dia seguinte: cadê as alianças??? E eu ia enfiar onde a minha cara?

O pior é ter que lidar com a expectativa das amigas, de fato! Vocês já podem imaginar o climão que ficou quando os dois saíram pro restaurante. A Gabi não parava de chorar e o pensamento dela era um só : “nossa como sou uma idiota”.

O jantar aconteceu. Veio entrada, prato principal, sobremesa, mas aliança que é bom, necas!

alianças pedido de casamento

Tive a certeza que o pedido não seria naquela noite

O namorado parecia não entender nada. Veja bem, parecia.  😎 

No caminho de volta pra casa, mais choradeira! Eu perguntei pro Fernando: você que falou pra minha irmã que era pra eu me arrumar toda? Ele disse que sim, que queria que eu estivesse bem bonita e que só ia pedir pra eu me arrumar daquele jeito no dia em que ele fosse me pedir em casamento!
Aí eu explodi e gritei:

ENTÃO PORQUE VOCÊ NÃO PEDE AGORA??? PEDE AGORA!!!

Um calmante pra Gabriela, please! 💆

Pois não é que o Fernando, que deu uma de “João sem braço” durante toda noite, estava mesmo atuando. E que bom ator ele foi, hein?!  O rapaz bem sabia que a amada é uma perita em descobrir surpresas e seria preciso despistá-la a qualquer custo. E, conseguiu!

Quando estava me preparando para dormir, começo a ouvir uma música no violão. Abri a sacada do meu quarto e vi meu lindo com uma voz trêmula fazendo uma serenata pra mim! Depois disso, reparei que tinha uma escada enorme até a sacada do quarto. Ele terminou a serenata, subiu a escada e fez o pedido! Agora sim era a hora de eu chorar! Mas eu só conseguia dar risada!!! Gente, foi lindo, emocionante! Eu consegui ser surpreendida! Foi uma experiência única.

pedido de casamento

Ah, que fofo! No ano seguinte ao pedido, os dois se casaram e hoje já estão à espera de duas menininhas, gêmeas! Um sonho, muito melhor do que qualquer  filme romântico, né, Gabi?! 

pedido de casamento entrada da noiva

pedido de casamento

E você, tem um causo de noiva pra contar? Compartilha com a gente.
Oh, meu e-mail é:  kamilla.ladeira@causosdenoiva.com.br  😉

cachorro no casamento
Criatividade, Família no Casamento, Originalidade

Um convidado inesperado

Fernanda e Fábio ainda namoravam quando, TCHARAM! Veio o primeiro filho dos pombinhos. (Leu o nosso post do Casamento e Batizado no mesmo dia?)

Calma, não foi nenhuma gravidez não planejada. Pelo contrário, a Nanda bolou tudo direitinho. Levou o Fábio até uma ninhada de “bolinhas de pelo” e fez do Zeus, o filho amado do casal.  😉 

cachorro no casamento

Sempre que o Fábio via um “Golden” na rua ele dizia que era o sonho dele ter um cachorro desses. Então, eu tive a brilhante ideia de dar um de presente pra ele. Quando vimos o Zeus, ainda filhotinho, foi amor à primeira vista. Ele era extremamente amado, super bagunceiro e bem mau criado.

Infelizmente, toda essa peraltice do Zeus terminou em tragédia. 😥  Depois do noivado do casal, ele escapou de madrugada e foi atropelado.

Ele já tinha 2 anos de idade e foi simplesmente um dos dias mais tristes de nossa vida. Aliás, eu não lembro de ter visto meu noivo tão triste quanto naquele dia.

A Nanda não conseguia imaginar sua futura casa sem um cachorro de estimação, ou melhor, sem um filho de quatro patas. Ela, então, começou a bolar mais um plano, que seria revelado apenas no próprio dia do casamento (essas mulheres cheias de ideias!) Além de dizer SIM no altar, a noiva daria outra alegria ao companheiro. E essa alegria tinha nome: Buzz. 🐾

cachorro no casamento

A primeira coisa que fiz foi  ir atrás de um canil que fosse ter uma ninhada perto da data do casamento (janeiro de 2014), mesmo porque eu precisava de um filhote. Então, em meados de novembro de 2013, eu achei o canil e reservei um machinho. O próximo passo foi mandar e-mail para a minha assessora e o meu DJ, deixando claro que era uma surpresa e o noivo não podia saber em hipótese alguma o que eu estava tramando.  O combinado era que o meu irmão (que foi meu padrinho) saísse da igreja depois da cerimônia e fosse até a casa dos meus pais para pegar e trazer o Buzz (meus pais moram em Santo André e nós nos casamos em São Caetano do Sul em São Paulo  😁 ). Durante este tempo de trajeto, nós sairíamos da igreja para fazer fotos externas, até os convidados chegarem ao buffet. Eu iria controlar tudo sinalizando discretamente e trocando mensagens pelo Whatsapp. E assim foi feito. 

Mesmo com os contratempos, como trânsito e a correria pra orquestrar tudo secretamente, o plano não poderia ter dado mais certo. A Nanda entrou no salão com o Buzz nos braços e deixou todo mundo, especialmente o noivo, sem palavras.

cachorro no casamento

O Fábio contou que poderia esperar qualquer coisa, mas nunca passou pela cabeça dele a ideia de receber um presente como esse na festa de casamento. Segundo ele, foi um misto de sensações,  já que tinha a euforia da celebração, a surpresa do novo membro da família e as lembranças do Zeus.

cachorro no casamento

Detalhes complicados de bastidores: O Buzz ficou escondido 2 semanas na casa dos pais da noiva. Foi difícil controlar e inventar desculpas para o noivo não entrar lá por todo esse tempo. Também foi preciso conversar com carinho com a responsável do buffet, pois normalmente em estabelecimento que trabalha com comida não pode ter animais. Mas o Buzz entrou lindamente no local, por um bom motivo, né, gente! 

E a “bolinha dourada” também foi parar no topo do bolo! 😍

cachorro no casamento

O Zeus, nosso falecido e amado cão, representava o início da nossa família. É bem como dizem no filme “Marley e Eu”, que as pessoas acham que o início da família é quando chega um filho, mas quando se tem um casal e um cachorro, essa família já começou. O Buzz significa a continuidade dela. Nós nunca substituímos o Zeus pelo Buzz, mas nós o amamos imensamente pelo momento e forma que ele chegou na nossa casa. Um cachorro exige cuidados e nos ajuda no processo de amadurecimento após o casamento. Hoje em dia, ele tem um irmão vira-lata, o Woody, que nós adotamos para fazer companhia e alegrar ainda mais nossa casa. Mais pra frente teremos nossos filhos e a idéia é que as crianças amem tanto os nossos peludos quanto nós amamos.

cachorro no casamento

Own…Olha a carinha dessa figura. 😚  SMACK!
Ah, tem o vídeo desse momento em que pai e filho se conhecem! Preparem os baldes para os litros de lágrimas!

E aí, quem vai ter um cachorro no casamento também? Manda sua história pra gente.

 

*Fotos: Aquarella Digital e Gaby Lima G

 

mesa de suspiros
Criatividade, DIY, Economia

Delícias caseiras para economizar na festa de noivado

Eram onze da noite e a “quase noivinha”, Raiane Esteves, terminava mais uma fornada de suspiros deliciosos. Um mimo para os convidados que estariam na festa de noivado, marcada para acontecer em poucos dias. É verdade que o pacote casamento + lua-de-mel + vida nova compromete a maior parte do orçamento e fica difícil separar uma graninha pra comemorar o noivado.  🙄 

9786_867530393267508_7058139069426683524_n

Acontece que muitos casais não  dispensam esse momento especial e a saída para economizar é colocar a mão na massa. E, como nós amamos uma boa dica, não perdemos a chance de pegar alguns truques com a Raiane.

A ideia de fazer as lembrancinhas veio do grupo de Do It Yourself (no Facebook), porque o dinheiro tava curto, mas a vontade de fazer algo do nosso jeitinho era grande! Vi a ideia dos suspiros em vários lugares, mas fui comprar algumas vezes e não estava gostando do que achava. Pareciam velhos ou sem graça. Por isso, decidi pesquisar na internet como fazer e vi que tinha como colorir também. A ideia de colocar nas cores da festa veio na hora! Levando em consideração que, na rua, eu não achava da cor da minha festa, só branco, e que um pacote, com 100 unidades, custava uns R$ 15, acho que saiu mais em conta, sim!

A receita suuuuuper simples, pra uma fornada, pede apenas: 4 claras de ovos, 2 xícaras de açúcar e corante em gel na cor desejada. Não tem segredo. :mrgreen:  Depois de bater as claras em neve, acrescente o açúcar e bata mais um pouco, até que a mistura fique bem firme. Junte o corante ou raspas de limão, como minha tia Teteca costuma fazer, e pronto! Pra terminar, basta montar um a um numa fôrma untada ou forrada com papel manteiga e levar ao forno baixo, por cerca de uma hora.

11759438_972381599449053_1129342772_n

Para ter esse acabamento delicado, a Raiane usou um saco de confeiteiro com bico do tipo pitanga. Uma dica é colocar a quantidade desejada em sacolinhas de papel, encontradas em lojas de festas e artesanato. Ficaram ou não uma graça?

suspiros

E no hall das delícias caseiras para animar o noivado de qualquer casal, não pode faltar o queridíssimo bem-casado. Apesar de ser um must have dos casórios, ele pode custar uma fortuna (quem sabe do que estamos falando, levanta o braço! o////). A noivinha, Bruna Vieira, passou por esse susto (tamo junto, haha), mas também encontrou uma saída de mestre no faça você mesmo.

Eu fiz um orçamento com uma conhecida do meu bairro, ela me cobrou R$ 1,50 a unidade do bem-casado (que ainda seria menor do que o que estou fazendo). Tivemos uma média de 100 convidados, sem contar as pessoas que trariam um amigo… Então, eu e meu noivo nos preparamos para 120 pessoas. Se eu encomendasse dois bem casados por convidado, gastaria R$ 360. Como queremos cortar gastos para o casamento, eu procurei receitas e testei, até achar a perfeita.

Com um custo de apenas R$ 30, com material, a Bruna preparou, não um, não dois, mas TRÊS bem-casados para cada convidado! Isso, sem falar que colocar os dons culinários em prática ajudou a enfrentar a ansiedade, antes do noivado.

bem casados

Cozinha para mim é terapia. Foi mais eficiente que o livro de colorir.  😆 

Ficou com vontade de copiar esse exemplo, mas acha que não dá conta? Relaxa, a receita que a Bruna indica não tem complicações. Vamos aos ingredientes:

tabela1

Comece pelo recheio, cozinhando a lata de leite condensado, por 30 minutos, na panela de pressão. Esse tempo é contado, a partir do momento em que a panela “pega pressão”. O resultado é um doce de leite mais claro. Quanto mais tempo a lata cozinhar, mais escuro e concentrado será o doce final.

Para a massa, junte, na batedeira, os ovos peneirados e o açúcar, por, aproximadamente, 10 minutos ou até conseguir uma consistência leve  e aerada. Aos poucos, acrescente a farinha de trigo e misture delicadamente. Por último, incorpore o fermento. Coloque a massa em um saco de confeiteiro e pingue os discos em uma fôrma untada ou forrada com papel manteiga. Em seguida, leve ao forno a 180º, por cerca de 8 minutos ou até a massa ficar dourada. Recheie com doce de leite e deixe descansar.

Prepare a calda com o açúcar de confeiteiro e água morna (apenas o suficiente para chegar a uma calda espessa). Mergulhe os bem casados, retire e deixe secar até o dia seguinte. Eles estarão prontos para serem embalados. Os da Bruna fizeram sucesso! Que tal seguir essa dica?  😉 

11227884_739577566153438_6768502797963965429_n

Gastamos menos do que imaginávamos. Leva tempo e é cansativo, mas o resultado final é gratificante. Não podíamos deixar o preço final falar mais alto que o nosso sonho. Vencemos os preços altos e realizamos nosso sonho de dar mais um passo rumo à vida a dois. A três: eu , ele e a nossa menina.

Quanto amor! Depois de tanta inspiração, vamos caprichar na festa de noivado, hein? E não esqueça de nos contar como foi a sua! <3

Criatividade, Originalidade

O noivo fugiu?

Os convidados já lotavam a igreja.
A expectativa era do cortejo começar a qualquer momento.
O cerimonial finalmente deu o ‘OK’.

Lá vem a noiva!

noivo fugiu noiva esperando noivo
Ué…mas o noivo não entrou. Nem está no altar. Fugiu? Desistiu?    😯

Todo mundo estava tentando entender a situação. O noivo não estava na igreja e a noiva continuava super feliz? Como assim? Ficou aquela interrogação! 🙄

Antes do cortejo, até mesmo o pai da noiva, totalmente alheio ao poder de articulação criativa de uma mente feminina, já a esperava com uma cara daqueeeele tamanho na porta da igreja. 😡  No mínimo, ele pensou que ia ter que carregar a filha aos prantos de volta pra casa já que o rapaz parecia der dado o “pé na carreira” no bendito dia do casamento.

Causos_Dayane_14
O patriarca da família só se acalmou depois que a filha lhe explicou o plano secreto.
Qual plano secreto?

noiva no celular

Dayane, a noiva corajosa, resolveu quebrar a tradição. Entrou primeiro na igreja e ficou lá no altar comportadinha esperando o futuro marido. O noivo, obviamente, foi o último dos últimos a saber dessa pequena inversão, afinal, a surpresa era uma espécie de mimo pra ele.

Meu amor sempre foi muito presente nas reuniões de fechamento de contratos, mas geralmente era colocado de escanteio porque a maioria dos fornecedores só se referia à “noivinha”. Daí, quis provar que ele não era peça menos importante da história e que todos estariam esperando por ele no grande dia para começar o casamento.

Para que tudo desse certo, Antônio Vicente ganhou um “dia de noivo” em um hotel e ficou lá preso sendo monitorado pela tropa do cerimonial. Ele só poderia sair quando a amada já estivesse a postos! Imaginem a ansiedade do pobi inocente.

Quando Antônio chegou à igreja, recebeu um bilhetinho de sua futura esposa, que foi lido por ele no microfone antes das portas se abrirem: “Meu amor, já estou no altar te esperando para sermos felizes para sempre. Te amo!”

Causos_Dayane_corrrigido

A galera foi à loucura!
A Dayane destacou que a decisão de esperar o noivo também foi tomada depois de uma sequência de meses bem complicados antes do casamento. Nós que já fomos noivas sabemos, que tempos antes do grande dia, o caos se instala!

Causos_Dayane_7

noivoi beijando a noiva noivo fugiu

A gente começou a brigar muito. Houve dias que eu achava que o casamento não aconteceria. Eu chorava e tive vontade de desistir. Não desistir de começar uma família, mas de fazer uma festa. Mas confesso que eram tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo que eu não sabia mais se “casar” seria a decisão que eu queria tomar.

Depois de muitas orações, Deus me confortou e me senti totalmente segura novamente.  Pensei: se é da vontade de Deus, porque desistir? E a melhor forma de eu provar pra mim mesma que valeria a pena era eu estar prontinha no altar, esperando meu amor. Era uma forma de dizer pra nós dois que não desistiria da gente, nem da nossa família que estaria, a partir dali, tendo a benção de Deus.

noivo fugiu beijo de noivos

E assim foi selado um amor que começou há 6 anos, acredite, através do nosso finado Orkut (que o Google o tenha). Eita Orkut véi bom, que marcou vidas!

noivo fugiu

casamento surpresa
Criatividade, Originalidade

Casamento surpresa na Tailândia

“Esse negócio de namoro à distância não dá muito certo.”
Quem foi que disse, hein, berenice?
É mais difícil, por razões óbvias, mas nada que confiança, planejamento e uma boa administração da ansiedade não resolvam. Eu e a Tayce, comandantes do Causos, vivemos essa experiência e sobrevivemos bem né, amiga?!
A Gabriela Assis, nossa noivinha pernambucana (visse!), também encarou um namoro à base de muita saudade e Skype. Ela em Recife, o Ricardo em São Paulo. E o desfecho dessa história não poderia ser mais encantador: um casamento surpresa em Ko Samui na Tailândia (dá só uma ‘Googleada’ aí pra você sentir o drama do lugar!). O mais incrível: tudo arquitetado e feito pelo noivo! Óia!  😉

casamento surpresa
Aqui no blog só tem homem ponta firme, rapaz! (lembram da celebração de casamento surpresa da Willy, encabeçada pelo marido/noivo? Tá aqui.)

Os dois pombinhos estavam na fase de decidir a data do casamento (o que pode ser uma verdadeira novela, já que várias agendas precisam ser consideradas, além da agenda do sol, da chuva…) quando decidiram fazer uma viagem meio diferente de todas. Iriam passar um mês juntinhos conhecendo alguns lugares exóticos e interessantes da Ásia. Fino!

O roteiro incluía Índia, Butão, Tailândia, Emirados Árabes. Adoramos organizar roteiros e pesquisar sobre os lugares que vamos. O único hotel que não escolhemos juntos foi o da ilha Ko Samui. O Ricardo disse que eu não visse, porque era surpresa. Ok, eu gostei de ficar curiosa! Um dia, estava em Recife de plantão e ele me manda um link da relação de coisas inclusas na festa de casamento no tal hotel que eu não conhecia. Imagina como eu fiquei surpresa, né?!

casamento surpresa
Imagino demais. Se casar já é emocionante, imagina casar em uma festa surpresa! Na verdade, o segredo precisou ser revelado um mês antes, porque tinham alguns detalhes que poderiam ser too much.

À principio seria um casamento típico tailândes, celebrado por monges budistas (não somos budistas, mas gostamos de pesquisar sobre a religião) no qual teríamos que decorar uns mantras para a cerimônia. Meu noivo também sentiu necessidade de me consultar sobre coisas, como: prefere um passeio de elefante ou um show pirotécnico? Qual será a cor predominante na decoração? Qual a cor do meu vestido?

casamento surpresa

Oh que dúvidas cruéis, né Gabi?! hhaha Eu teria escolhido o elefante, claaaaro! 😉

 Terminamos optando pelo casamento ao molde católico, porque os monges teriam que ficar em jejum e só se alimentar na cerimônia de casamento. Como o hotel não tinha disponibilidade pela manhã, só a noite, desistimos do casamento budista. Ele (o noivo) resolveu tudo por email e por telefone. Meu único trabalho foi alugar meu vestido. Só tive tempo de fazer 1 mês antes da viagem. Foi o segundo que provei e provei uma única vez!

A parte complicada foi mesmo carregar o vestido pra lá e pra cá nos aviões da vida, afinal eles passearam por vários países antes do casamento.
casamento surpresa
Ah, e no dia da celebração, o idioma local deu uma emoção a mais aos preparativos.

Fiquei um pouco apreensiva com a maquiagem e cabelo, porque eu sei que isso pode arruinar qualquer visual. Minha maquiadora era uma lady boy, como eles chamam os travestis de lá, com quem só falei a primeira vez no dia do casamento. E detalhe: zero inglês. Ele só falava tailandês! Eu mostrei umas fotos da internet e disse “natural, ok? natural”. Só isso haha. O que me passou pela cabeça era sair parecendo uma drag queen 😯 . Mas me entreguei e adorei! O casamento foi muito lindo, porque eu nunca cobrei nada e tudo partiu do Ricardo naturalmente. Foi tudo muito romântico e íntimo, do jeito que eu imaginava.

casamento surpresa
Nem precisa dizer que a gente tira o chapéu pro Ricardo, né?! Desejo que a vida de casados continue sendo naturalmente linda e romântica. ♥

casamento surpresa

E uma dica às que querem casar: mandem essa história para os namorados, noivos, companheiros para ver se eles se inspiram no Ricardo.  😆  Só não me vão arrastar o homem e fazer um casamento supresa pra ELE meio forçado, peloamorde!

casamento duplo
Criatividade, Família no Casamento, Originalidade

Casamento duplo: nascemos e casamos no mesmo dia

Quem aí quer ser solteira para sempre, levanta a mão!

Hum…tudo bem, eu sei que hoje muitas mulheres modernas querem, sim, permanecer nesse estado civil. Ok. Mas esse não era o caso das irmãs e super amigas Clara e Mariana Gontijo de Belo Horizonte. Essa coisa de solteirice já estava se tornando um saco! E não havia namorado e muito menos uma perspectiva de casamento, claro!
Em um momento de “reclamação com a vida”, a mãe das meninas resolveu revelar uma história sobre uma planta, a avenca (oi, prazer!):

Ela disse que quando éramos crianças uma vizinha viu a planta na janela e falou que em casa que só tem meninas não era bom ter avenca porque as filhas nunca casariam. Perguntamos da tal avenca e ela disse que estava lá, há mais de 30 anos, firme e forte. Nós duas, eu e Mariana, saímos feito loucas atrás da tal avenca para jogar fora, mas minha mãe não queria de jeito nenhum se desfazer da planta. Mudamos o vaso no mesmo dia para a garagem da casa e, por fim, ela concordou em doar para uma amiga.

casamento duplo

Oh céus. Coitada da mãe. Precisou se desfazer da plantinha que cuidava por 3 décadas.  🙁

Coincidência ou não, Clara e Mariana, começaram a namorar meses depois.

Os namorados eram tão certos que, em menos e um ano, já falavam em casar.

Às solteiras: quem quer homens decididos assim, levanta mão!  😆
Ah, as coincidências na vida das irmãs não começaram com a chegada dos homens apaixonados e decididos, não. As duas nasceram no mesmo dia! Não são gêmeas, o que torna tudo ainda mais legal, pois decidiram vir ao mundo no mesmo santo dia, com uma diferença de 6 anos entre um parto e outro. Massa, né?!

Porque, então, não fazer um casamento duplo, uh?!

casamento duplo

A ideia do casamento duplo veio dos nossos pais, durante um almoço em família. A relutância minha e da minha irmã durou pouco tempo, o suficiente para amadurecer a ideia. Percebemos que com isso dividiríamos as despesas, os problemas e também a alegria de um evento maior e mais cheio de emoção do que um casamento individual. Sempre dividimos o aniversário com muito prazer e dividir o casamento não seria diferente. Eu (Clara) sou designer e fiz os convites e a identidade da festa, uma amiga da minha irmã fez a decoração, a celebração foi realizada pelo primo do noivo com a participação de parentes e amigos dos casais, tudo muito do nosso jeitinho, priorizando a família e o amor. Perfeito e único.

convite casamento duplo

casamento duplo
E pra onde cada um foi na lua de mel? Yes, os dois casais foram pra Europa! Mas, calma. Eles se despediram no aeroporto e curtiram roteiros diferentes.  😉

casamento duplo


Pra quem pensa em fazer um casamento duplo

Não precisa dizer que é preciso ter uma relação incrível com aquele ou aquela que vai fazer o casamento com você, certo? As divergências vão aparecer, afinal, ninguém é igual a ninguém. Se uma noiva já é indecisa, imagine duas, hein…Isso sem falar nos noivos, que podem ter gostos totalmente diferentes, né?!

No caso da Mariana e da Clara, a decisão do horário da festa precisou ser feita com uma certa cautela.

Eu (Clara) e meu noivo queríamos animação e festa, o que pedia um evento noturno, mas minha irmã queria algo mais diurno, tranquilo. Fizemos o evento às 17, pegando o entardecer, em um lugar campestre lindo que tinha mesas fora e um espaço fechado para rolar a dança e a festa mais tarde.

As vantagens, no entanto, parecem superar as desvantagens. Olha o que a Clara falou:

A melhor parte é dividir as tarefas, despesas e preocupações, compartilhando as emoções.

casamento duplo

E aí, teria coragem de dividir o altar com sua irmã, prima, amiga, seu irmão?

*Fotos: Lira Fotografia

 

Criatividade, Economia

Para pagar casamento, vale até…

É certo, que hoje em dia, com essa indústria louca do casamento, juntar dinheiro para casar bonitinho não está nada fácil, concordam?

Dia desses, passeando pelo Instagram, vi uma noiva rifando o próprio cofrinho de moedas, para ajudar com os gastos da Lua de Mel. Também já acompanhei noivas falando sobre pedir aos convidados, em um chá de panela e até no casamento, aqueles cartões de loteria, as famosas raspadinhas da sorte, sabe? Elas são bem baratinhas e podem esconder alguns prêmios interessantes. Quem é noiva sabe que qualquer 50 reais já ajuda, né?!  A proposta é que a “raspagem” se torne uma brincadeira descontraída que envolva toda a galera da festa. Mas, hum…Não sei bem se amo essa ideia. Você faria isso?

Eu gostei mesmo foi da criatividade, coragem e da determinação do casal de noivos Silvia e Fillipe, que estão de casamento marcado para o fim de 2015. Desde março, todo final de semana é dedicado ao trabalho extra para fins “casamentícios”.

O bom é que os convidados não são importunados com ordens pedidos de traga/compre isso ou aquilo. Na verdade, quem está ajudando os dois a juntar dinheiro para casar dificilmente verá a cor dos docinhos gourmets e bem casados da festa. Como assim? Com uma caixa de isopor abastecida e sob o sol de rachar de Alagoas, eles saem devidamente uniformizados para vender água mineral aos banhistas na praia de Ponta Verde.

juntar dinheiro para casar

A ideia de vender água na praia partiu do Felipe. Quando noivamos, decidimos fazer um orçamento do que seria necessário para montar o apartamento e fazer uma festa de casamento. A gente percebeu que para o básico do apartamento teríamos condições de pagar, mas não teria dinheiro para uma festa de casamento, já que tudo é muito caro! Então decidimos casar só no cartório, mas eu fiquei meio triste e o Fillipe quis me dar essa festa, mesmo que extremamente simples.

Muita gente que frequenta a praia compra as garrafinhas só para ajudar o casal. Tem uns que pagam e nem querem a água. Ficam comovidos e emocionados com essa força de vontade que nasce da fé no amor. ♥  Não é lindo?

noivos vendem água para juntar dinheiro para casar

O trabalho ambulante dos noivos foi algo tão surpreendente que a notícia se espalhou rapidamente e saiu até no portal G1 de Alagoas. Olha que máximo! (Confira a matéria na íntegra aqui)

juntar dinheiro para casar

Silva e Fillipe planejam continuar com a empreitada até outubro, mês do casamento. Se até agora, todo esse esforço tem valido a pena?

Tenho percebido que sim, ainda que o dinheiro não seja o suficiente hoje, acreditamos que nosso objetivo será alcançado. Deus está fazendo mais do que pedimos ou pensamos!

juntar dinheiro para casar

O lucro está sendo colocado em um cofre, por isso eles ainda não fizeram a contabilidade de quanto já arrecadaram. O objetivo não é fazer uma festona de arromba, mas um mini-wedding, pequeno, singelo e inesquecível.  (Viu os bastidores do mini-wedding na praia que contamos aqui no blog? Vale a pena ler!)

Queremos receber fotos desse casamento, hein, Silvia?! Felicidades mil pra vocês! E ah, também voltem aqui pra dizer quanto conseguiram com a venda de água!  🙂

juntar dinheiro para casar

Agora, me digam, quem aí teria a coragem deles?

 

Noivos
Criatividade, DIY, Economia, Erros e lições

Ter ou não ter cerimonialista?

Como todos os casais, meu marido e eu tivemos vários conflitos de opinião durante a preparação do casamento. Não escondo nem isso, porque faz parte, hahaha. Um dia prometo fazer um post sobre como o clima pré-matrimônio fica craaazy, principalmente, dias antes do “sim”. Hoje, especificamente, vou falar sobre “O Primeiro” de todos os embates. Não foi sobre o local da festa, a lista de convidados ou a igreja. O motivo da discórdia foi simplesmente uma questão: ter ou não ter cerimonialista. E até tomarmos a decisão, queimamos alguns neurônios.

Hahaha.. Oh o drama!  😆 

Meu noivo teimava que não era necessário e eu batia o pé que precisava de ajuda. Nosso orçamento era ainda mais apertado com a minha mudança pra SP programada para acontecer logo depois do casório. Do noivado em novembro de 2013 até o casamento em maio de 2014, economia era a palavra mais bonita do dicionário, mas do cerimonial eu não abria mão. Não dava conta de tudo sozinha, meu povo! As chances de dar m… eram bem grandes. Insisti, à contragosto do digníssimo futuro esposo. Comecei a pesquisar e tive chateação pra uma vida inteira. Encontrava super profissionais, mas valores de desanimar. Quando rolavam precinhos camaradas, não tinha a química necessária. Já estava desistindo, tanto que havíamos fechado igreja e buffet, confiando apenas no nosso taco. Foi quando, enfim, chegamos à nossa cerimonialista e foi amor à primeira vista, hahaha.  😆 

dama de honra

Com senso de organização, jeitinho maternal e sempre respeitando nossas opiniões, ela conquistou a gente de cara e nos ajudou até o final. Pelos posts anteriores, já deu pra perceber que nosso casório teve todos os imprevistos possíveis e imagináveis, né? Fizemos muita coisa por conta própria, do jeitinho que podíamos. Abrindo o jogo, não tínhamos budget pra contratar milhares de serviços, então contamos com ajuda de amigos, familiares e com as nossas “habilidades” pra fazer praticamente tudo o que deveria vir de fornecedores externos. Assumimos os riscos e, no dia, muito deu certo e muito deu “errado”, mas a nossa cerimonialista, cercada dos nossos anjos da guarda, ajudou a resolver o que era preciso sem que nós nem percebêssemos. Depois, até o maridão deu o braço a torcer.

Ter uma cerimonialista faz a gente ter um pouco de sossego no dia do casamento. Só precisamos aproveitar e não se preocupar com mais nada. Alguns problemas com fornecedores que a gente não teria tato pra resolver, ela ajudou. Os imprevistos que tivemos, sem a nossa cerimonialista, teriam sido muito pior. Ela deixou a gente com a cabeça mais leve pra curtir a cerimônia e a festa.

Noivos e Cerimonial

Pensando nesse assunto, conversei com algumas noivinhas, entre elas minha amiga, Bruna Lopes, que vai casar em 2017 com seu amado, mas já fechou cerimonial completo até o evento. Ela se deixou guiar pela confiança e contratou a mesma profissional que realizou o casamento do irmão e da prima. Claro, o valor fez jus ao tempo do serviço, mas, pra eles, a segurança faz o investimento valer à pena.

noivos

Eu quis porque sabia que podia confiar de olhos fechados. Foi meu primeiro contrato, depois fechei buffet e agora a igreja. Como só caso em 2017, não tem tanta urgência, mas com a ajuda dela consegui mega descontos. Você fica mais segura, porque tem uma pessoa pra tirar dúvida, dar feedback, dizer se tá caro ou barato, como está o valor do mercado, se cabe negociar mais.  E só de pensar na segurança que eu vou ter no dia do casamento. Eu já teria fechado tudo, mas ela fica: calma, espera a hora certa.

Então, tem que ter?

Não exatamente. O que funciona pra nós, pode não ser o ideal pra você. Cada caso é um caso. Minha amiga, Taira Monezzi, cuidou de tudo por conta própria e o resultado foi um dos casamentos mais lindos que já vi.

Comecei a organizar em janeiro e casei em agosto de 2014. Já fui deixando tudo ajeitado, vim pra Ribeirão Preto, visitar os lugares e encontrar os fornecedores. Aí, quando faltava dois meses, eu pedi demissão e um mês depois mudei pra cá. Assim, tive esse tempo pra me dedicar só ao casamento e fazer do meu jeito. Além disso, economizei. O serviço custava entre 1.500 e 2.500 na época.

Festa

A celebração com festa à luz do dia e “estilo casa no campo” teve 80 convidados, os mais próximos do casal. Cada detalhe feito artesanalmente deu o toque pessoal e intimista ao ambiente (Clique aqui pra ver mais!). E o que precisou ser comprado ou contratado, a noiva resolveu rapidinho, sem criar uma ruga sequer!  😉 

Basicamente, os únicos serviços que contratei foram o buffet, a chácara e o celebrante. Docinhos, comprei. Encomendei bem-casados num empório e eu mesma embalei. Comprei umas 200 mini-trufas com recheio de cereja e coloquei em forminhas de flor. Comprei metade da decoração da China. Fiz os arranjos da mesa e pros arranjinhos das mesas de convidados contei com a ajuda de amigas. Fiz os menus. O Juan (noivo) conseguiu o sistema de som com mesa e caixas. Foi tudo ótimo! Hahaha.   😀 

Como os noivos não eram big fans de formalidades, não houve protocolo algum e isso pra eles funcionou muito bem! Só alegria! <3

noivos

Oh, céus! E o que fazer, então?

Sobre ter ou não ter cerimonialista… Vou ser brega sem dó: siga seu coração, criatura! 😀

1 – Compreenda seu perfil, suas necessidades e seus anseios. Tome a decisão que vai deixar você e seu noivo mais à vontade, pessoal e financeiramente! Cada personalidade é única. Da mesma forma, ninguém conhece melhor o SEU bolso do que você mesmo.

2 – Seja consciente que imprevistos podem acontecer até no mais bem planejado dos casamentos. Não se desespere, tudo passa e o seu dia ainda pode ser incrível. Só pra citar alguns exemplos, lembra do casamento da Michelle em que o teto da igreja caiu? (Confira aqui) E a Bruna que casou em um jardim completamente aberto no dia em que a cidade ficou debaixo d’água? (Leia este causo) O cerimonialista vai simplesmente lhe ajudar a planejar, executar e resolver profissionalmente o que preciso for, usando “as manhas” que adquiriu ao longo do tempo no mundo casamenteiro.

3 – Tenha seu “anjos da guarda” colados em você. Seja sua mãe, sogra, um primo, uma prima, aquela tia-mãe, a amiga ou o amigo inseparável. Eles conhecem onde seu sapato aperta e vão te ajudar a lidar com as surpresinhas que podem surgir! Afinal, nossos parceiros do peito topam qualquer babado pra nos ver felizes, verdade? Can I get an amen in here?  :mrgreen: 

noivos e elvis
Criatividade, Originalidade

Elvis foi pro meu casamento em Las Vegas, babe!

Na pequena capela, o noivo ansioso e as duas madrinhas privilegiadas. Guiada por um  Elvis Presley versão californiana, a noiva chega rapidinho ao altar, ao som de Can’t Help Falling in Love cantada ao vivo pelo rei do rock. O pastor latino logo começa a cerimônia em portunhol e vai direto ao assunto: Thiago recebe Gabriel como esposa? Epa, é Gabrielle! 😀 Bola pra frente. Um aceita o outro por toda a vida? Yes!!! Pode beijar a noiva.  Cena de filme? Não, um típico casamento em Las Vegas! 

Noivos

Assim foi com a Gabi e o Thiago, mais conhecido como Frank. Um casório diferente de todos os que já vi ou ouvi falar e que durou apenas 8 MINUTINHOS! Para tudo e chama a NASA!!! :mrgreen:  É isso mesmo. Las Vegas é a “capital” das baladas e dos cassinos, mas também das capelas casamenteiras que unem muitos casais apaixonados e sem medo de serem felizes. Como esses pombinhos já moravam juntos, não planejavam uma mega festa para oficializar a relação e tinham espírito aventureiro, a ideia caiu como uma luva.

Surgiu uma viagem à trabalho pra mim. Nessa hora, pensamos: Por que não? Eu nunca tive o sonho de ter um casamento tradicional, aquele sonho que muitas noivas têm. Mesmo assim, comprei o vestido (curtinho e apropriado para a proposta), o arranjo do cabelo, brincos, tudo o que tinha direito. Enquanto isso, pesquisávamos capelas, passagens aéreas, hospedagem…

Passagens compradas, na época por USD 1.400, eles embarcaram com destino aos States. Também já haviam reservado a data e um pacote da Graceland Chapel que incluía casamento, certificado, flores, fotos, dvd, limosine e, claro, Elvis! Tudo isso, por cerca de USD 600 com taxas, além da velha tip para o motorista da limo (USD 40). Foi tudo facilmente contratado pelo site da capela e os pagamentos feitos com cartão de crédito. Só eu tô achando uma pechincha?  😮 

Graceland Chapel

Se o casal tiver tempo, pode até chegar dias antes, visitar algumas igrejas, escolher a que mais agradar e solicitar um horário disponível. São diversas capelas com casamentos a cada 15 minutos! Nós fizemos questão de casar na Graceland Chapel, porque queríamos o Elvis e etc, mas há muitas opções.

Pausa pra fofoca de celebridade: a Gabi e o Frank não só tiveram o Elvis, como casaram na capela em que o Jon Bon Jovi “disse o sim” à esposa (partindo muitos corações), uns 25 anos atrás (Juro. O gato já passou dos 50. 😯 ). 

Graceland Chapel

2 de junho de 2014 chegou e o Dia de Noiva da Gabi foi relaxando com as amigas e madrinhas, Ju e Kika, na famosa pool party do Marquee Nightclub. Afinal é Vegas, babe! Depois as meninas fizeram as honras de ajudar a noiva com cabelo e maquiagem. Tadinho do noivo, confessou até que ficou um pouquinho nervoso, sem um companheiro pra fazer companhia. Mas o desfecho não poderia ter sido melhor!

noivos

E não é porque somos originais que vamos esquecer de detalhes importantíssimos. Azamigas agradecem!

Noivos e madrinha

Depois do sim, a comemoração foi num jantar no Top of the World, restaurante com a vista mais linda para as luzes de Las Vegas, no  alto do Hotel Stratosphere.

Jantar de Casamento

Nós recomendamos muito! Até pra quem já casou. Ir lá, renovar os votos, comemorar aniversário de casamento. É muito divertido e vale muito à pena.

Também ficaram com vontade de seguir esse conselho?  Viva, Las Vegas! 😎

Dica de noivinha experiente

A pergunta que não quer calar: Casamento em Las Vegas vale como qualquer outro? Sim! Tanto nos EUA quanto no Brasil. A Gabi explicou o que é preciso fazer:

  • Antes do casamento, o casal deve ir com os passaportes no Marriage License Bureau tirar a licença de matrimônio, nem precisa levar testemunhas. Em menos de meia hora o casamento civil é realizado (parece o Brasil, né? 🙄 ). E depois é só ir à capela com o documento e casar. Simples assim.
  • O Marriage License Bureau fica aberto das 8h às 0h, todos os dias, no endereço: 201 E Clark Ave., Las Vegas, NV 89155. Contato: (702) 671-0600.
  • Para agilizar o processo, é possível acessar o formulário da County Clerk e preencher os dados com antecedência. Um número de formulário será gerado e você deve levar no dia em que for ao Marriage License Bureau. Fiquem atentos ao prazo de validade de 60 dias.
  • Depois da cerimônia, você vai receber um certificado. É preciso combinar a entrega do original, que deve ser reconhecido no Consulado de Los Angeles. (Alguns despachantes oferecem o serviço pra você nos EUA mesmo)
  • Pronto, ao retornar ao Brasil, só é necessário registrar no 1o Cartório do Registro Civil da cidade em que você mora.

Pra matar ainda mais a curiosidade, você pode conferir o vídeo do casamento da Gabi e do Frank, no Hello Gringos, onde eles contam também as aventuras da mega lua de mel de 6 meses que fizeram viajando da Europa à Ásia.

E você, conhece algum causo de noiva? Compartilha com a gente!  😉

No próximo post

Continuando no clima de casamentos gringos diferentes (a gente adora!), vamos contar, na próxima quinta-feira, os causos de uma celebração feita no Havaí, em uma das praias paradisíacas desse arquipélago maravilhoso! Não deixe de passar aqui, hein…