Browsing Category

Buffet

noiva de estômago vazio
Buffet, Erros e lições

Se a noiva ficar de estômago vazio…

Você pisca e ó: “cabou-se” o que era doce. A gente quer se virar em 10 pra aproveitar tudo da festa, abraçar todos os amigos e parentes, mas o tempo…puf! Bate as asinhas e voa. ✈

Diante dessa euforia, dos flashes e do vai-pra-lá-vem-pra-cá do cerimonial, é muito fácil deixar o estômago no limbo, mesmo que os roncos implorem por um aperitivo de encher os olhos (e esvaziar os bolsos! 💰💰).

noiva de estômago vazio

A Luciane Correa sabe bem como é essa situação de noiva. Quando ela percebeu que estava perdendo a animação da pista de dança, nem pensou duas vezes. Largou o prato quase intacto na mesa durante o jantar e foi se esbaldar com os convidados.

noiva de estômago vazio

A cerimonialista nos chamou pra comer e até sentamos, mas confesso que nem comemos. Beliscamos algo e eu falei pro Dalton: “Vamos dancar? Quero curtir a festa!”  E lá fomos nós. Conclusão: praticamente não comemos nada durante a festa. Lembro de beber Champagne e comer algum salgado, mas nada que me alimentasse de verdade.

A Luciane já estava bem pilhada desde o começo do dia. Além do casamento ter sido de manhã, bem cedinho, a arrumação da noiva foi em casa e com a família: mãe, pai, irmã e avó. O problema é que todo mundo foi ficando pronto e impaciente. Acreditam que os parentes partiram para o buffet e deixaram a Luciane desamparada?!

rodízio depois do casamento

Como colocar um vestido de noiva, prender a cachorrinha, trancar a casa e tudo mais sozinha??? Impossível! Precisei pedir ajuda ao cabeleireiro, que é gay.  Mesmo assim, confesso que morri de vergonha.

Ah, ainda teve mais um “pequeno” contratempo!

Enquanto se arrumava, a própria noiva tentava achar o padre que ia celebrar a união. Oi?!  (Já leram o causo em que o padre sumiu? Vê aqui.) É que o celebrante perdeu a mãe dias antes do casamento e entrou em depressão. Não atendia mais o telefone, não estava na igreja e ninguém sabia dele. Substituí-lo não era uma opção viável. Desespero? Não, “magina”, né?!

Só alguns minutos antes do casamento, ele apareceu! Ufa!

noiva de estômago vazio padre casal

Adrenalina demais para uma noiva só e comida de menos para o pobre estômago, que ainda precisou encarar um voo radical de helicóptero.  😯 

noiva de estômago vazio

No salão que casamos, eles oferecem o helicóptero e optamos por usá-lo na nossa saída da festa. Foi lindo!!!

noiva de estômago vazio

Como sou super medrosa, pedi sem emoção. Meu marido, mega radical, pediu “em off” para ser com emoção. Ou seja: o piloto levou o helicóptero bem pro alto (alto mesmo!), virou a aeronave de lado e  meio que “desligou o motor”. Começamos a cair e eu a gritar. Só pertinho do solo ele “religou” tudo e retomamos o voo. Quase morri do coração.

Ah, eu só não tinha matado meu marido ali mesmo porque eu amo esses negócios meio sem futuro! 😜 

No caso da Luciane, não deu outra! O enjoo bateu (lembram do Champagne, né?!) e na entrada do hotel…

Vomitei em toda lateral do carro. Na recepção, já me ajudaram com água e com um remedinho pra enjoo. No quarto, eu só pensava naquele filme onde tudo dá errado: o carro cai no barranco, o nariz sangra, o hotel tem a parte elétrica queimada. Começava a achar que seria assim também comigo (rs). Tomei um banho, desmanchei o cabelo, relaxei um pouco e melhorei. Foi o tempo perfeito pra melhorar e bater aquela fome e não tínhamos o que comer!

Opa, noite de núpcias com fome não rola, né?!  🙄

O buffet colocou um kit de comida e bebida no carro que me transportou para a celebração, mas fomos embora de helicóptero e tudo ficou lá mesmo. Conclusão: Fomos jantar em um restaurante de carne perto do hotel. Sim, fomos num rodízio depois do casamento!

Sério mesmo? Que coisa! 😂😂😂

Noiva de estômago vazio? Não caia nessa!

Meninas que vão casar, fica o conselheiro: COMAM! COMAM! Não só para não passarem mal, mas para terem o prazer de saborear todo o cardápio maravilhoso que degustaram, os bem-casados caríssimos e os docinhos finérrimos que escolheram a dedo.  Afinal, a festa é de vocês, né?!

Causos_Luciane_7

*Fotos: Marcos Pecorari
entrada do pajem
Buffet, Família no Casamento

Garçons e cozinheiros do buffet abandonaram a festa!

Todo casamento é preparado com muito carinho e cuidado, pra que o Dia D saia como o planejado. Foi desse jeito com a Layce Danielle e o André Stringhetti. Eles casaram em junho, no Clube do Exército, em Brasília. Foi um casamento intimista, só para os amigos e familiares mais “chegados”. Até a última hora, estava tudo certo. Pelo menos, o que o noivo pensava…

No dia do casamento, estávamos em contato com todos os fornecedores. Todos falaram que estava tudo dentro do planejado. Alguns minutos antes da cerimônia, cheguei ao local. Fiquei um pouco preocupado, pois não havia toda a equipe do buffet, nem a comida e a bebida contratadas. Isso, além de não ter a quantidade correta. Porém um dos funcionários disse que o dono do buffet já estava chegando, então me tranquilizei.

O noivo tentou deixar a desconfiança pra lá e o casamento começou, como o combinado. Perfeito!

noivos

A noite parecia que ia continuar tranquilamente, mas quando um dos padrinhos pediu ao André para acompanhá-lo à cozinha, URGENTEMENTE, ele já viu que não era notícia boa. Até eu tô nervosa, confesso!  😯

Todos os garçons haviam sumido. A comida e a bebida que faltavam não tinham chegado e a comida que havia não estava pronta.

panelas

Sério, foi isso mesmo! 😮  Eu estaria em pânico! 😥 Mas nem isso seria capaz de impedir a festa deste casal. É no sufoco que o extraordinário acontece. E, podem acreditar, quando se tem pessoas especiais por perto, o impossível se realiza!

Nesse momento, nossa família e amigos tiraram seus ternos e falaram: podem deixar conosco, que vai ter festa. Se precisar, vamos ser os garçons e os cozinheiros.

Alguns funcionários alegaram que foram embora, porque não receberam pagamento do buffet. O dono do buffet negou. Mas, na hora mesmo, não tinha tempo pra choro, nem vela. Além da forcinha dos convidados, o casal descolou até alguns garçons do próprio clube, de imediato. E a noiva? Bom, nós somos sempre as últimas a saber das coisas, certo, meninas? No caso da Layce, ela foi descobrindo aos poucos, ao longo da noite. Ainda bem, hein?! O casamento em si já é emoção o suficiente! No fim das contas, ela desabafou com a gente.

Ficamos muito chateados e estressados com a improvisação, no momento. No entanto, deu tudo certo, no final. Nossa lição de tudo isso foi que nossa família e amigos estavam lá para nos ajudar, quando mais precisávamos. Foi um trabalho em conjunto! Por isso, o nosso sonho se concretizou.

E, apesar da chateação e do improviso, os noivos ainda conseguiram aproveitar!

A festa foi ótima, a pista de dança bombou! Sentimos um amor muito grande por todos que estavam se divertindo conosco! Claro que ficamos chateados, no dia seguinte, mas já estamos ótimos, recuperados e felizes. Ficarmos tristes seria egoísmo, diante dessa prova de dedicação e amor dos nossos familiares e amigos!

hora do bouquet

É isso mesmo! Passamos meses planejando o casamento e, no dia, tudo acontece tão rápido que é preciso ter jogo de cintura, pra resolver os imprevistos e curtir ao máximo aquele momento tão especial. 😉  Depois não dá pra voltar no tempo! Que lição incrível a Layce e o André deixaram pra gente! Todo o amor do mundo pros dois! <3

noivos